Estado Maior

Surfou

12/10/2021

O secretário de Estado da Educação, Felipe Camarão (PT), embarcou com entusiasmo e dedicação no projeto de pré-candidatura e intensificou a sua agenda política nos últimos dias.

Depois de ter anunciado o interesse na disputa eleitoral de 2022 para o cargo de governador - em entrevista ao jornalista Clóvis Cabalau, no quadro Bastidores do Bom Dia Mirante - ele entregou uma carta de intenções ao comando do PT e outra à militância do partido e abriu mais uma concorrência no seio do Palácio dos Leões sobre o processo eleitoral.

Camarão é um dos auxiliares de maior prestígio do governador Flávio Dino e surge como uma opção à guerra travada pelo senador Weverton Rocha (PDT) e o vice-governador Carlos Brandão (PSDB) no núcleo do Governo.

Precisa, contudo, convencer o ex-presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva, da viabilidade eleitoral de sua pré-candidatura.

Explicamos:

Em recente visita ao Maranhão, Lula descartou qualquer possibilidade de o PT lançar candidatura própria no estado. Ele disse, aliás, que o interesse de quem quer que seja no partido é legítimo, mas explicou que não alcança o projeto nacional da sigla. Por isso, o “não”.

Na ocasião, Camarão recuou e silenciou. Dino também.

Agora, que surfa na onda da aceitação de seu nome por aliados dentro do governo e por uma ala do PT estadual, o secretário de Educação vai trabalhar para que o seu apelo chegue até Brasília.
Resta saber como reagirá Lula.

Errou
O Estado errou na edição do fim de semana em uma pergunta publicada na entrevista do secretário de Indústria e Comércio do Maranhão, Simplício Araújo (SD).
A pergunta (e consequente resposta) sobre ação do Ministério Público Eleitoral por propaganda eleitoral antecipada diz respeito ao pré-candidato Lahesio Bonfim (sem partido), entrevistado da semana passada.
Aos leitores e ao entrevistado Simplício Araújo, O Estado pede desculpas.

Mudança de novo
Pela terceira vez, o prefeito Eduardo Braide (Podemos) trocou o secretário municipal de Educação.
Marco Moura, que substituiu a vice-prefeita Esmênia Miranda, deixou a pasta após seis meses no cargo.
Assumiu o cargo a advogada Caroline Marques Salgado.


Não foi legal
O governador Flávio Dino (PSB) saiu da linha ao reagir a um vídeo publicado pela prefeita de Chapadinha, Belezinha (PL).
Apesar de não ter sido direto, o governador criticou a prefeita após questionamentos levantados por ela em relação aos repasses voluntários do Governo à Prefeitura.
Dino foi rude ao citar o vídeo que a prefeita fez para as redes sociais. Ele mencionou “coragem de falar pessoalmente”.


Criticou
O deputado federal e ex-secretário de Segurança do Maranhão, Aluísio Mendes (PSC) criticou o instituto da saída temporária que beneficia apenados nos presídios em todo o Brasil.
Para o parlamentar, as leis precisam ser melhoradas. Ele lembrou que é elevado o número de presos de Justiça que gozam do direito das saídas temporárias e não retornam às prisões.
“Leis frouxas, impunidade e a farra dos saidões. É simples! Quem quer convívio social e celebrar datas comemorativas em família, não comete crimes”, escreveu em seu perfil em rede social.


Ataque
O deputado federal Josimar de Maranhãozinho (PL) voltou a atacar o ex-aliado, governador Flávio Dino (PSB).
Em seu perfil em rede social, o parlamentar pré-candidato ao Governo do Estado, apresentou um cenário de “caos social” na atual gestão.
Segundo ele, no Maranhão há mais miséria, descasos na saúde e na educação, mais fome, desigualdade e mais impostos. Ele justificou, por isso, a sua pré-candidatura.

Live
A Câmara Municipal de São Luís realizará amanhã (13), uma live com o tema “Câncer de Mama: conhecer para combater”.
A mastologista, Dr. Jéssica Mendes participará dos debates sobre o tema. A transmissão ocorrerá das19h30 às 20h30, no instagram oficial da Câmara (@camaraslz).
A live é uma realização do Departamento de Comunicação Organizacional e o setor de Psicologia da Casa.

DE OLHO

58 blocos do Conjunto Residencial Ipem Bequimão, na capital, serão reformados pelo governo do Estado; não há no material institucional, contudo, o valor das obras.

E Mais


• Para rebater a crítica feita pela prefeita Belezinha, Dino decidiu recolocar a UPA de Chapadinha sob o comando do estado.

• Vale lembrar que antes de Dino, a UPA de Chapadinha tinha o apoio do governo estadual.

• O ex-prefeito da cidade, Magno Bacelar, teve de assumir os gastos com a unidade de saúde somente com as verbas municipais.

Leia mais notícias em OEstadoMA.com e siga nossas páginas no Facebook, no Twitter e no Instagram. Envie informações à Redação do Jornal de O Estado por WhatsApp pelo telefone (98) 99209 2564.

© - Todos os direitos reservados.
Tamanho da
Fonte