Cidades | Volta às aulas

Expectativa de alunos é de melhor rendimento com retorno de aulas

As aulas 100% presenciais no 3º ano do ensino médio da rede estadual foram iniciadas nesta quarta-feira (6), e as do 2º ano estão programadas para retornar no próximo dia 13 de outubro
Bárbara Lauria / O Estado08/10/2021
Volta às aulas é marcada por normas de higiene e expectativa

São Luís – Depois da retomada das aulas 100% presenciais para os alunos do terceiro ano do ensino médio da rede estadual, na quarta-feira (6), o próximo segmento contemplado são os estudantes do 2º ano. Pela programação da Secretaira de Estado de Educação (Seduc), eles devem retornar às salas de aula na quarta-feira (13). Sem sistema híbrido, os estudantes estão podendo, desde qe se iniciou a pandemia, voltar a conviver diariamente com seus colegas de classe e ter contato direto com professores, mas seguindo todos os protocolos de segurança elaborados pelas escolas.

“Estamos planejando desde junho como seria esse retorno na rede estadual e criamos protocolos que possam ser seguidos por alunos e professores, e também que possam ser aprimorados e adaptados de acordo com a realidade de cada escola. Nós acompanhamos o Polo 11, que é toda essa área de escolas dos bairros Renascença e São Francisco”, explicou Marina Murf, articuladora da Unidade Regional de São Luís.

No Centro de Educação Renascença, na Rua das Laranjeiras, para garantir a higienização nos dois turnos da escola, matutino e vespertino, um acordo foi feito com alunos e professores para que no final de cada turno, pano e álcool sejam utilizados para limpar as carteiras e quadros da sala.

“Os alunos têm aderido muito bem os protocolos, temos o uso de máscara obrigatório, eles sempre trazem duas para trocar após o recreio, sempre disponibilizamos água, sabão e álcool pela escola. E o mais importante é saber que os alunos também estão colaborando”, disse Marise Lima, gestora da escola.

Conscientização
A escola também tem feito um trabalho de conscientização para que as famílias continuem imunizando as crianças e os adolescentes. “Tivemos poucos casos nas escolas de alunos em que a família era contra a vacinação, mas estamos trabalhando nessa campanha e conversando com essas famílias sobre a importância da vacina para o bem do coletivo. Essa conversa é importante, até porque temos muitos professores idosos e a vacina é um bem comum”, ressaltou Marina Murf.

Antes de entrar na sala de aula, máscara e álcool em gel

Melhora do rendimento
Outro ponto destacado pelos alunos sobre a volta das aulas 100% presenciais é a melhora na qualidade do ensino. Após dois anos de ensino EaD e híbrido, os estudantes estão se readaptando ao contato com os professores em um espaço adequado para ensino.

“É como se eu não tivesse feito meu nono ano. Ficava muito desatenta nas aulas, principalmente nas de física e acabava não conseguindo seguir o ritmo, mas agora, dentro da sala de aula, tem sido bem melhor. Consigo prestar atenção e ainda pude rever meus amigos”, afirmou Sara Lohane, 15 anos.

Assim como ela, Carlos Daniel Coelho, de 15 anos, teve dificuldades em matérias da área de exatas, e contou estar ansioso para o fim das aulas híbridas para alunos do terceiro ano. “Mesmo no ensino híbrido é meio complicado, porque na semana que estamos em casa, acabamos não acompanhando tão bem as aulas, e na semana seguinte, quando vamos para o presencial, ficamos meio perdidos. Acredito que com o retorno 100% nosso rendimento será melhor”, disse o estudante.

Marlon Monteiro, de 17 anos, está no terceiro ano e se preparando para o vestibular de educação física. Sem perder tempo nos estudos, ele conta que desde o retorno do ensino presencial, ele e seus companheiros de classe têm corrido para estudar o conteúdo perdido e se garantir no vestibular. “Temos estudado muito. Eu fiquei muito feliz com a volta das aulas presenciais porque facilita esse contato com o professor, em tirar dúvidas, coisas que estavam meio inibidas durante o EaD e que são essências para o vestibular”.

SAIBA MAIS

Chegou para ficar

Outra novidade do retorno das aulas presenciais é o uso da tecnologia no dia a dia, como aplicação de simulados onlines e atividades digitais. “Muitos professores perceberam bons resultados com o uso de certas plataformas durante o isolamento social, e decidimos trazer isso para a sala de aula. Temos, por exemplo, o simulado online feito pelo celular de cada aluno. Mas, claro, também temos opções impressas e chips de internet para atender as necessidades de cada aluno”, disse Marise Lima, gestora da escola.

Leia mais notícias em OEstadoMA.com e siga nossas páginas no Facebook, no Twitter e no Instagram. Envie informações à Redação do Jornal de O Estado por WhatsApp pelo telefone (98) 99209 2564.

© - Todos os direitos reservados.
Tamanho da
Fonte