Estado Maior

Aulas presenciais

Coluna Estado Maior
06/10/2021

SÃO LUÍS - O secretário de Estado da Educação, Felipe Camarão, anunciou ontem em seu perfil em rede social o retorno das aulas presenciais para estudantes do terceiro ano do ensino médio da rede pública. De acordo com o gestor, a medida ocorrerá ainda esta semana.

O titular da pasta, contudo, não deu detalhes em relação ao número de escolas abertas para as aulas 100% presenciais, tampouco o quantitativo de estudantes matriculados no terceiro ano do ensino médio que retornarão ao modelo padrão de ensino em todo o estado.

Felipe Camarão também não deu previsão de retorno das aulas presenciais para estudantes dos 1º e 2º ano do ensino médio, respectivamente.

Desde o ano passado, quando foi declarada a pandemia da Covid-19 pela Organização Mundial da Saúde (OMS), o setor de Educação tem sido o mais afetado do país e do mundo.

No Maranhão, por força de decreto estadual, as aulas presenciais foram suspensas, num primeiro momento. Logo em seguida, a rede estadual e de alguns municípios começaram a adotar o sistema remoto para o cumprimento do calendário escolar.

Algumas unidades - sobretudo do ensino infantil e do ensino superior -, passaram a adotar, mais tarde, o modelo híbrido, com aulas presenciais e virtuais ao longo da semana.

Agora, depois da elevação no número de vacinados no estado e da queda brusca no número de casos e internações pela doença, haverá o retorno 100% presencial para os estudantes do 3º ano do ensino médio.

A esperança da classe estudantil e dos profissionais de Educação - que receberam prioridade no processo de imunização em todo o estado -, é de que a vida escolar volte à sua normalidade.

Posto de atendimento

O procurador-geral de justiça, Eduardo Nicolau, cumpriu ontem extensa agenda de trabalho na cidade de Caxias.

Na ocasião, ele discutiu tratou com o prefeito Fábio Gentil e o procurador-geral do Município, Adenilson Dias de Sousa, acerca da instalação de um posto de atendimento do Ministério Público na cidade.

A unidade seria instalada em um prédio onde funcionou a primeira sede das Promotorias de Justiça de Caxias, em frente ao Memorial da Balaiada. A ideia é aproximar a instituição da população mais carente.

De saída

O vereador Chico Carvalho anunciou ontem a sua saída do PSL, após comandar a legenda por 17 anos. Ele explicou que a motivo de sua saída é divergência com o atual grupo que comanda o partido.

Como se elegeu pelo PSL, para não ter problemas com a lei de fidelidade partidária, Carvalho entrou com ação de justa causa para se desfiliar da sigla.

Ele não relevou qual destino partidário deve seguir. No entanto, nos bastidores há informação de uma conversa já avançada para a filiação do vereador no PROS.

Comando

Chico Carvalho perdeu o comando do PSL para o deputado federal Pedro Lucas Fernandes, que ainda está no PTB, mas deixará a legenda na janela partidária em março do ano que vem.

Pedro Lucas votou contrário à orientação do PTB nacional em relação à não manutenção da prisão do deputado federal Daniel Silveira.

Roberto Jefferson retirou Pedro Lucas do comando do PTB no Maranhão e deu o espaço para a deputada estadual Mical Damasceno.

Parcerias

O governador Flávio Dino (PSB) decidiu abrir as portas do Palácio dos Leões para receber os prefeitos do interior do estado.

As reuniões, que sempre vêm acompanhadas de alguma parceria entre o Executivo estadual e municipais, não é uma novidade. Foram muito vistas no fim de 2017 e boa parte de 2018.

Assim como não é novidade o programa de asfaltamento e pavimentação em anos pré-eleitorais e eleitorais.

Repercussão

O pré-candidato ao governo do Maranhão, Edivaldo Júnior (PSD), ainda repercute o seu desempenho na pesquisa Escutec/O Estado.

Já seus aliados, como Edilázio Júnior (PSD) e César Pires (PV), destacam a primeira agenda de pré-campanha do ex-prefeito de São Luís na Região Tocantina do estado.

“Onde estivemos, sem pompa e grandes estruturas, as pessoas mostraram que têm esperança e acreditam em nossas propostas para mudar o nosso estado para melhor”, disse Pires na Assembleia Legislativa.

De olho

6 é o número de escolas municipais de São Luís que estão sendo reformadas para a retomada de aulas presenciais na capital.

Vetos

O presidente da Câmara Municipal de São Luís, Osmar Filho (PDT), convocou uma sessão extraordinária para deliberar sobre o veto do prefeito Eduardo Braide (Podemos) a emendas à LDO 2022.

A sessão deverá ocorrer nesta quarta-feira (06), a partir das 9 horas, no Plenário Simão Estácio da Silveira, bem como por meio do Sistema de Deliberação Remota por Videoconferência.

De acordo com o documento, a pauta desta sessão extraordinária é específica para apreciar em um único turno de discussão e votação todos os vetos feitos pelo prefeito.

E mais

- Ao contrário do que foi publicado ontem na coluna, a Guarda Municipal de São Luís não está em greve ainda.

- Os profissionais fizeram no fim de semana uma paralisação de advertência contra a Prefeitura de São Luís.

- O motivo é a não promoção dos guardas municipais, cujo processo deveria ter sido concluído em março, mas até o momento não foi assinado pelo prefeito Eduardo Braide.

Leia mais notícias em OEstadoMA.com e siga nossas páginas no Facebook, no Twitter e no Instagram. Envie informações à Redação do Jornal de O Estado por WhatsApp pelo telefone (98) 99209 2564.

© - Todos os direitos reservados.
Tamanho da
Fonte