Cidades | Patrimônio Cultural

Dois anos após reforma, Fonte das Pedras já precisa de manutenção

Sem limpeza frequente nos banheiros públicos da Praça, local fica fechado para evitar maior sujeira; piso tátil já apresenta falhas e necessita de cuidados
Bárbara Lauria / O Estado02/10/2021
Dois anos após reforma, Fonte das Pedras já precisa de manutençãoEspaço carece de atenção e cuidado, apesar de reformado há tão pouco tempo; detalhes como piso tátil, já está danificado; banheiros são um problema (Matheus Soares / O Estado)

São Luís – Entregue em 2019, após revitalização, a Fonte das Pedras, datada do século XVII e tombada como Patrimônio Histórico desde 1963, já apresenta necessidades de manutenção para sua preservação. No local, apesar de bem arborizado e com bancos em bons estados, o piso já apresenta falhas e proporciona dificuldades para deficientes visuais que necessitam do piso tátil.

Entre as árvores e os bancos, a passarela para caminhar já apresenta falhas e desgastes do tempo e do impacto, iniciando buracos no local. “Está bem melhor do que era antes, mas se ninguém fizer a manutenção, aqui vai ficar ruim de novo. A gente já vê que em algumas partes é preciso pintar e o chão está começando a quebrar”, conta Maria De Jesus, pescadora que tem o costume de frequentar a Fonte das Pedras com sua neta, para ver os peixes.

A restauração da Fonte das Pedras compreendeu serviços de recuperação total de sua estrutura, incluindo as galerias e os tanques que recebem a água da fonte; as luminárias coloniais; as carrancas passaram por serviços de limpeza geral. Foi desenvolvido um novo projeto paisagístico e feita ainda a instalação de rampas e piso tátil para garantir a acessibilidade de todos os frequentadores sem distinção.

Contudo, já na entrada do local é possível ver que não há mais a presença dos pisos táteis, e aqueles que ainda existem, estão com falhas e faltando blocos. Próximo ao banheiro da Fonte, na grama, blocos de piso quebrado ficam acumulados no local.

O Estado entrou em contato com a Prefeitura de São Luís para saber como está sendo realizada a manutenção e fiscalização do espaço, contudo, não houve respostas até o fechamento desta edição. Contudo, ainda em relação a fiscalização, uma equipe do Corpo de Bombeiros permanece 24h na Fonte para evitar ações de vandalismo e invasões do local. Além disso, o espaço fica fechado durante a noite.

Banheiros
Outro problema destacado foi a situação da limpeza do banheiro público que fica na Fonte das Pedras. “Nós não podemos usar o banheiro, não fica aberto para todos e isso é meio complicado já que estamos visitando o espaço”, desabafa Maria De Jesus

De acordo com funcionários do local, o banheiro permanece fechado pois, recentemente, a equipe de limpeza parou de ir à Fonte e os banheiros passaram a ficar extremamente sujos. “Muitas pessoas estavam vindo usar o banheiro, inclusive moradores de rua do mercado central, e como não está tendo limpeza, para preservar, estamos mantendo fechado e abrimos apenas quando nos pedem”, explicou um dos funcionários que não quis ser identificado.

No último dia 17 de setembro, O Estado também reportou a situação dos banheiros públicos de outro ponto turístico de São Luís, o Complexo Deodoro, que também pela falta da limpeza, apresentaram situação insalubre, com dejetos no chão e nas pias, sujeira e odor pútrido. Funcionários da Semosp afirmam que higienização do espaço só é feita quando solicitada.

O Estado entrou em contato coma Prefeitura de São Luís também sobre a situação dos banheiros, contudo, novamente não houve resposta até o fechamento desta edição.

SAIBA MAIS

Revitalização

Totalmente reformada pela Prefeitura de São Luís, em parceria com o Instituto Nacional do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (IPHAN), integrando o programa São Luís em Obras, a Fonte das Pedras foi entregue para São Luís em novembro de 2019.

Localizada na Rua Antônio Rayol, no Centro de São Luís, a Fonte das Pedras é considerada um dos mais importantes pontos turísticos da capital maranhense. Tombado pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (IPHAN) em 1963, o local foi construído pelos holandeses no século XVII. Em 1762, a Fonte das Pedras estava em ruínas e foi reconstruída com as características que conserva até hoje, com bicas e carrancas em lioz português, frontão de alvenaria, calçamento e galerias subterrâneas.

Leia mais notícias em OEstadoMA.com e siga nossas páginas no Facebook, no Twitter e no Instagram. Envie informações à Redação do Jornal de O Estado por WhatsApp pelo telefone (98) 99209 2564.

© - Todos os direitos reservados.
Tamanho da
Fonte