Alternativo | Websérie

O espaço é todo delas

Websérie "Mineração por Elas" tem segunda temporada com histórias de mulheres pioneiras em áreas até então essencialmente masculinas
12/08/2021
O espaço é todo delasVivian Parreira é maquinista (Divulgação)

São Luís - Ser maquinista não era um plano na vida profissional da Vivian Parreira. Mas, quando disseram para que era um pioneirismo, e que tinha muita chance de não dar certo, ela quis. Por seis anos integrou a primeira turma de maquinistas mulheres da Estrada de Ferro Vitória Minas (EFVM). Depois, foi a primeira Controladora de Tráfego Ferroviário da EFVM e, desde novembro, tornou-se a primeira Supervisora de Tração da Estrada de Ferro Carajás (EFC). Mudou de cargo, de endereço, pois agora mora em São Luís, mas não o objetivo na carreira: ser incentivo.

“O pioneirismo não é para benefício próprio. É uma responsabilidade que carregamos para trazer uma nova geração junto com a gente. É mostrar que todo mundo é capaz. A empresa não está preocupada com o sexo, a cor da pele, a religião. Ela está preocupada com resultado e com os valores que temos”, disse.
Ela é uma das personagens da segunda temporada da websérie “Mineração Por Elas”, lançada no ano passado para mostrar a bem-sucedida presença de mulheres em áreas técnicas, operacionais e de gestão na Vale. A segunda temporada tem como fio condutor a diversidade de forma ampla, com destaque para outras identidades e características além do gênero.

No episódio de estreia da temporada, protagonistas falam sobre suas histórias e desafios ao serem as primeiras na sua área ou função nessa indústria historicamente masculina. O episódio resgata, a partir de registros do Espaço Memória, a trajetória da primeira mulher contratada pela Vale, Celina Coelho. Além de Vivian Parreira, também mostra a trajetória de: Kamylle Santos, primeira técnica em geoprocessamento na empresa; Manoela Isidro, primeira analista de Riscos e Seguros: e Nur Saadah Hasbullah, primeira assistente de armazenagem da Vale na Malásia.

Os episódios seguintes abordarão as diversidades étnico-racial e de orientação sexual, além de mostrar histórias de pessoas com deficiência, jovens talentos e lideranças. Cada filme dura cerca de cinco minutos e traz, em formato documental e com protagonismo das personagens, o olhar de empregadas da Vale de várias regiões do Brasil e de outros países sobre a diversidade na mineração.

“Estamos verdadeiramente empenhados em promover a inclusão e valorizar a diversidade. Seguiremos nessa jornada, juntos. Estes são imperativos éticos conectados com o propósito da Vale de melhorar a vida das pessoas e transformar a sociedade para todas as pessoas”, afirma Marina Quental, vice-presidente executiva de Pessoas da Vale.

Segundo ela, de janeiro a junho de 2021, 41% dos novos contratados pela Vale foram mulheres. “A websérie mostra para o público a inserção diversificada das mulheres na Vale nos mais variados cargos, profissões e funções, trazendo inspiração para que outras mulheres vejam que é possível e promissor construir uma carreira na indústria da mineração”, complementa.

Histórias
Mais de 200 mulheres compartilharam suas experiências de vida e se inscreveram para participar da 2ª temporada do Mineração Por Elas. Por conta do limite de episódios, muitas histórias incríveis ficaram de fora, demonstrando que a mineração também é, cada vez mais, uma indústria onde mulheres podem construir carreira.

Em 2019, a mineradora anunciou a meta de dobrar a representatividade de mulheres na sua força de trabalho até 2030, passando de 13% para 26%. E de aumentar a presença de mulheres em cargos de liderança sênior de 12% para 20%.

Em julho deste ano as mulheres já representavam 18,3% nas posições de liderança sênior e 18,1% do total da força de trabalho da Vale. Entre dezembro 2019 e julho 2021 crescemos em 3.900 o número de mulheres na Vale. Além de 41% das contratações do primeiro semestre terem sido de mulheres, outro avanço foi a redução em 48% da taxa de desligamento voluntário de mulheres entre dezembro de 2019 e junho de 2021, o que indica que estamos construindo um ambiente de trabalho melhor para as mulheres, com mais possibilidade de desenvolvimento. Saiba mais em www.vale.com/mineracaoporelas.

Leia mais notícias em OEstadoMA.com e siga nossas páginas no Facebook, no Twitter e no Instagram. Envie informações à Redação do Jornal de O Estado por WhatsApp pelo telefone (98) 99209 2564.

© - Todos os direitos reservados.
Tamanho da
Fonte