Cidades | Meteorologia

Chuvas atípicas registradas em São Luís na estiagem

Segundo meteorologista, agosto é um mês de radiação solar intensa, mas as precipitações podem ocorrer e devem reduzir a intensidade até setembro
10/08/2021
Chuvas atípicas registradas em São Luís na estiagemApesar de agosto ser mês de estiagem, tem chovido constantemente na Ilha, o que é incomum (Paulo Soares / O Estado)

São Luís - Apesar de ser um período de estação seca, o mês de agosto, além do sol intenso, tem sido marcado por chuvas fortes, embora passageiras. Historicamente, o período é marcado por altas temperaturas e ventos fortes. Essas chuvas atípicas acabam ocasionando transtornos no trânsito e alagamentos em vários bairros de São Luís.

Segundo o meteorologista Halan Cerqueira, do Laboratório de Meteorologia da Universidade Estadual do Maranhão (Uema), chuvas no mês de agosto são incomuns na Ilha de São Luís, mas podem ocorrer. Nas últimas semanas, as precipitações têm caído com mais frequência à tarde.

“Apesar de, oficialmente, estarmos em um período seco, ainda persistem as características do período transitório. Na verdade, são chuvas tipicamente convectivas, mas logo vão passar e entraremos no clima do período seco propriamente dito”, disse Halan Cerqueira, acrescentando que o volume de chuvas previsto para este mês é de 30mm.

Quase toda a região Nordeste do Brasil está sob o domínio de uma forte massa de ar seco. Este grande sistema de alta pressão que influencia a região impede que nuvens de chuva sejam formadas sobre o interior dos estados, o que é comum nesta época do ano. No entanto, as chuvas ainda podem se espalhar pelo litoral nordestino, e é exatamente o que está acontecendo no Maranhão.

As chuvas deverão diminuir de intensidade conforme a proximidade do mês de setembro, período marcado por clima ameno, devido aos ventos fortes, principalmente nas regiões próximas ao litoral, o que diminui a sensação térmica. Por essa razão, para muitos ludovicenses, setembro é tido como um dos mais agradáveis meses do ano.

Leia mais notícias em OEstadoMA.com e siga nossas páginas no Facebook, no Twitter e no Instagram. Envie informações à Redação do Jornal de O Estado por WhatsApp pelo telefone (98) 99209 2564.

© - Todos os direitos reservados.
Tamanho da
Fonte