Geral | Coronavírus

Governo confirma que navio MV Shandong Da Zhi atracará em porto da capital

Embarcação foi proibida de atracar por ter seis tripulantes infectados com cepa indiana; navio foi liberado da quarentena após inspeção da Anvisa
Ismael Araújo / O Estado 25/06/2021 às 20h12
Governo confirma que navio MV Shandong Da Zhi atracará em porto da capitalDivulgação

São Luís - O navio MV Shandong Da Zhi deve atracar nos próximos dias no Porto da Vale. A Secretaria de Estado da Saúde (SES) afirmou que a embarcação, até a tarde de sexta-feira, 25, estava na área de fundeio, na costa marítima de São Luís, mas já tinha sido liberado pela Anvisa da quarentena após a tripulação apresentar resultados negativos para Covid-19 e não há casos locais confirmados da variante Delta, cepa indiana, no Maranhão.

Ainda de acordo com a SES, a tripulação não apresenta nenhum quadro sintomático suspeito do novo coronavírus e a embarcação permanece na área de fundeio e, no momento, depende apenas da empresa contratante para atracar na área portuária da capital.

A SES também informou que apenas seis casos foram confirmados da variante Delta, sendo identificados em tripulantes de nacionalidade indiana do MV Shandong Da Zhi. O único tripulante internado em hospital privado da capital segue em Unidade de Terapia Intensiva (UTI) e seu quadro de saúde é grave.

Desde a suspeita de uma nova variante, a secretaria manteve o rastreio dos contatos, o monitoramento e a testagem. Deste modo, conseguiu descartar casos suspeitos e evitar a transmissão local da variante Delta no Maranhão.

Inspeção

A Anvisa informou na sexta-feira, 25, por meio de nota, que a inspeção final foi realizada na terça-feira, 22, e o navio foi liberado no dia seguinte para retomar suas operações. É importante lembrar que a última testagem acusou que todos os tripulantes permanecem negativados, que o período de transmissibilidade já foi há muito ultrapassado,

Ainda segundo a Anvisa, a embarcação passou por desinfecções de alto nível e que não há mais qualquer intercorrência a bordo.Em relação ao indivíduo hospitalizado, ele continua sob cuidados hospitalares e poderá ser repatriado (fazer o retorno ao seu país de origem) quando receber alta médica.

Porto da Vale

O navio deve atracar nos próximos dias no porto da Vale. A assessoria de comunicação da Vale informou que o Shandong Da Zhi ao atracar no porto será submetido ainda aos protocolos sanitários exigidos pela empresa, pelos organismos internacionais competentes e governo local.

A Vale reforça que o navio é operado por armador internacional, que detém as gestões náutica e comercial da embarcação, e que segue exigindo que empresas responsáveis pelo transporte de carga sigam de forma rigorosa todas as medidas de saúde determinadas pela legislação e diretrizes sanitárias em vigor.

Variante Delta

A presença da variante Delta no Maranhão foi confirmada pelo governo estadual no dia 20 de maio deste ano. Os primeiros seis casos dessa cepa Índia foram detectados em tripulantes do navio “MV Shandong Da Zhi”, que saiu da Malásia e chegou ao litoral maranhense no dia 14 de maio.

Após a confirmação de que tripulantes dessa embarcação estavam contaminados pela variante Delta, a preocupação do governo estadual foi buscar evitar a proliferação dessa variante da Covid-19, já que essa, segundo estudiosos, é altamente transmissível.

Assim, foi iniciada a testagem e feito o monitoramento das pessoas que tiveram contato com os infectados durante o transporte e a internação. Já, o resultado desse exame deu negativo para a variante Delta e o governo descartou a ocorrência de transmissão local.

Segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS), a variante Delta está sendo classificada como um tipo “digno de preocupação global”. A análise genética revelou que essa variação apresenta mutações importantes nos genes que codificam a espícula.

A proteína que fica na superfície do vírus e é responsável por se conectar aos receptores das células humanas e dar início à infecção. Em linhas gerais, tudo indica que esses “aprimoramentos” genéticos melhoram a capacidade de transmissão do vírus e permitem que ele consiga invadir nosso organismo com mais facilidade.

SAIBA MAIS

Cronologia dos fatos

Dia 14 de maio: o MV Shandong Da Zhi, que saiu da Malásia, chegou ao litoral maranhense.

Dia 20 de maio: governo estadual confirma que seis tripulantes do MV Shandong Da Zhi estão com a cepa indiana e um dos infectados internados em um hospital particular, na capital.

Dia 22 de maio: o tripulante infectado chega a ser entubado após uma piora no seu estado de saúde.

Dia 26 de maio: o governador Flávio Dino anunciou o Decreto nº 36.758 que traz novas medidas de prevenção e contenção do coronavírus no estado. Entre os pontos, está a complementação da fiscalização sanitária no desembarque de navios, que é competência legal da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa).

Dia 22 de junho: a Anvisa realizou a inspeção no navio.

Dia 23 de junho: o navio é liberado para atracar na área portuária da capital.

Dia 25 de junho: a embarcação continua na área de fundeio, na costa maranhense.

Leia mais notícias em OEstadoMA.com e siga nossas páginas no Facebook, no Twitter e no Instagram. Envie informações à Redação do Jornal de O Estado por WhatsApp pelo telefone (98) 99209 2564.

© - Todos os direitos reservados.
Tamanho da
Fonte