Cidades | Capacitação

Profissionais de saúde das salas de vacina da Pfizer recebem treinamento

Pelo menos 282 profissionais já foram treinados em 21 municípios maranhenses; processo é importante porque essas vacinas exigem temperaturas em intervalos de tempo específicos
Evandro Júnior / O Estado18/06/2021 às 00h00
Profissionais de saúde das salas de vacina da Pfizer recebem treinamentoVacina da Pfizer precisa de manuseio especial (Divulgação/Matheus Soares)

São Luís - Quase 300 profissionais de saúde das salas de vacina já foram treinados em 21 municípios maranhenses que já recebem as doses do imunizante da Pfizer/BioNTec. As capacitações começaram em 19 de abril para as equipes de saúde do município de São Luís, visto que, inicialmente, a orientação do Ministério da Saúde era utilizar a vacina de forma centralizada nas capitais.

Os profissionais que atuam diretamente no manuseio das vacinas estão sendo capacitados para a promoção adequada da logística, preservação, preparação e administração do imunizante. A iniciativa acontece em razão de uma parceria entre o Ministério da Saúde, por meio do Programa Nacional de Imunizações (PNI), com o laboratório.

O treinamento é importante porque as vacinas Covid-19 da Pfizer exigem temperaturas em intervalos de tempo específicos, que devem ser observados pelos diversos profissionais envolvidos nas ações de vacinação do Sistema Único de Saúde (SUS). Para resguardar a qualidade e a segurança dos imunizantes, foi adotada a introdução gradativa da vacinação nos municípios.

Segundo a Secretaria de Estado da Saúde, as capacitações acontecem em duas partes. A primeira de forma remota e, em seguida, a presencial, no ponto de vacinação de cada cidade. O processo é coordenado pelos técnicos do Departamento de Controle das Doenças Imunopreveníveis da Secretaria de Estado da Saúde.

Doses
Conforme a Secretaria, até o momento, o Maranhão já recebeu 167.310 doses da vacina Pfizer. Até a última quarta-feira (16), haviam sido aplicadas 45.831 doses destinadas a D1, dado extraído do Localiza SUS, do Ministério da Saúde. Seguindo as orientações do Ministério da Saúde, a vacina da Pfizer é entregue na Central de Armazenamento e Distribuição de Imunobiológicos do Maranhão a temperatura negativa (-20 a -25°C).

Por sua vez, a Secretaria realiza a distribuição para as 22 Secretarias Municipais de Saúde, que possuem até 31 dias para aplicação. Logo, não há doses armazenadas na Central do Estado. De acordo com a Secretaria de Estado da Saúde, a pauta de distribuição das vacinas contra a Covid-19 é encaminhada semanalmente pelo Ministério da Saúde incorporado no Informe Técnico. Segundo o órgão federal, há previsão de nova remessa da vacina da Pfizer é para a próxima semana.

O treinamento é realizado aos profissionais das diversas instâncias da rede de frio, estrutura que coordena desde o transporte até o armazenamento dos insumos. Essas equipes atuam diretamente no manuseio dos imunizantes, em âmbito estadual, regional, municipal e das salas de vacinação de todo o Brasil.

Leia mais notícias em OEstadoMA.com e siga nossas páginas no Facebook, no Twitter e no Instagram. Envie informações à Redação do Jornal de O Estado por WhatsApp pelo telefone (98) 99209 2564.

© - Todos os direitos reservados.
Tamanho da
Fonte