Cidades | Celebrações

Igrejas celebram Corpus Christi com medidas restritivas na Ilha

Solenidade de Corpus Christi 2021 foi em consonância com a "Ação Solidária Emergencial é tempo de cuidar", CNBB e Cáritas
04/06/2021
Igrejas celebram Corpus Christi com medidas restritivas na IlhaBispo emérito José Belisário celebrou missa de Corpus Christi no santuário de São José de Ribamar (Paulo Soares / O Estado)

São Luís - Apesar do clima de pandemia e do medo de contrair o vírus da Covid-19, o Dia de Corpus Christi, celebrado ontem, não passou em branco em São Luís. Várias paróquias, além das celebrações, confeccionaram os tradicionais tapetes, quando os fieis produzem imagens com sal, serragem, borra de café e outros materiais. Foi o caso da Igreja da Sé, na Praça Dom Pedro II, cujo tapete começou a ser confeccionado na noite do dia anterior e a missa foi comandada pelo padre Roney Carvalho, às 10h, que frisou a tradição que remonta há anos.

No bairro Cohatrac, no entanto, a pandemia desestimulou os fieis a confeccionarem o tapete na rua, trabalho coordenado por pessoas da comunidade ligadas à Igreja de Nossa Senhora de Nazaré. Desde o ano passado, a montagem está suspensa devido à pandemia da Covid-19. Alguns moradores da área participaram apenas das missas, celebradas pelo padre Flávio Collins, pároco da igreja.

“Nós estimulamos as famílias a produzirem seus tapetes em casa mesmo, devido à pandemia, e algumas enviaram vídeos que passamos em um telão na missa das 18h. Na verdade, realizamos mais de duas missas ao longo do dia também para evitar acúmulo de pessoas na igreja. A procissão também foi suspensa e apenas grupos pequenos de pessoas caminharam de suas casas até a igreja, simbolizando as missas. Disponibilizamos, também, a imagem do Santíssimo posicionada na igreja o dia inteiro, para que os fieis pudessem fazer suas orações”, explicou o padre Flávio Collins.

Os fieis que foram às missas na Igreja de Nossa Senhora de Nazaré compareceram usando máscaras e mantiveram o distanciamento social, pois os assentos foram liberados de forma intercalada. “A pandemia não permite aglomerações e precisamos ter todo cuidado para evitar a transmissão do coronavírus”, disse Vanda Pereira, moradora do bairro.

Santuário

O bispo emérito de São Luís, Dom José Belisário, comandou a solenidade oficial de Corpus Christi no santuário de São José de Ribamar, durante a manhã, com a presença do prefeito de São Luís, Eduardo Braide, e da primeira-dama, Graziela Braide. Este ano, o tema proposto foi “Eucaristia, vida e missão. Para todas as fomes: pão”. Foi, também, a última celebração de Dom Belisário à frente da Arquidiocese de São Luís, uma vez que ele pediu renúncia ao papa Francisco. No lugar dele, assumirá Dom Gilberto Pastana de Oliveira, paraense. A celebração foi transmitida pelo canal da arquidiocese e do santuário no YouTube. À noite, uma live com a participação de cantores maranhenses também foi transmitida pela Internet, às 18h.

Corpus Christi, conforme o bispo José Belisário, é uma data celebrada em comunhão pelos católicos de todo mundo. “A solenidade é uma comemoração litúrgica das igrejas católicas ortodoxas, apostólica romana e anglicana, que ocorre na quinta-feira seguinte ao domingo da Santíssima Trindade que, por sua vez, acontece no domingo seguinte ao de Pentecostes. É uma festa de guarda, em que a participação da santa missa é obrigatória”, explicou.

Para os católicos, a procissão pelas vias públicas atende a uma recomendação do Código de Direito Canônico, que determina ao bispo diocesano que a providencie para testemunhar publicamente a adoração e a veneração para com a Santíssima Eucaristia, principalmente na solenidade do Corpo e Sangue de Cristo. Este ano, no entanto, a programação foi totalmente alterada devido aos riscos da transmissão do novo coronavírus.

Segundo a Assessoria de Imprensa da Arquidiocese de São Luís, a solenidade de Corpus Christi 2021 está em consonância com a “Ação Solidária Emergencial É tempo de cuidar”, uma iniciativa da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) e da Cáritas Brasileira, que tem como objetivo ajudar no combate à fome no Brasil, socorrendo famílias em situação de vulnerabilidade, diante da pandemia da Covid-19.

De acordo com a organização, a ação concreta se dará durante todo o ano por meio da arrecadação de alimentos, em cada paróquia, com a parceria da Pastoral Familiar e da Pastoral do Dízimo.

Saiba Mais

A data

Corpus Christi é uma comemoração que faz parte do calendário da Igreja Católica, e sua criação remonta ao século XIII. Aqui no Brasil a data é celebrada com um feriado, sempre em uma quinta-feira. No dia de Corpus Christi, celebra-se um dos princípios mais importantes do catolicismo: o sacramento da eucaristia.

Corpus Christi é uma expressão originária do latim e, em tradução para o português, significa “corpo de Cristo”. Desse modo, o nome escolhido para essa comemoração já sugere o seu significado: uma homenagem à eucaristia. Esse sacramento do catolicismo é realizado como uma forma de relembrar a morte e ressurreição de Jesus Cristo. Nesse sacramento, o pão que é consumido representa o corpo de Cristo, e o vinho ingerido simboliza o sangue de Cristo.

Leia mais notícias em OEstadoMA.com e siga nossas páginas no Facebook, no Twitter e no Instagram. Envie informações à Redação do Jornal de O Estado por WhatsApp pelo telefone (98) 99209 2564.

© - Todos os direitos reservados.
Tamanho da
Fonte