Consumidor | Fique atento

Temporada de chuvas requer atenção com veículos e imóveis

Contratação de seguro para o automóvel e à residência são essenciais para amenizar danos causados por enchentes e outras intempéries
29/01/2021 às 17h30
Temporada de chuvas requer atenção com veículos e imóveis. (Divulgação)

São Paulo - Apesar do sol e calor do verão, esta época do ano é também um chamariz para um grande volume de chuvas e, não raro, enchentes. Para se ter uma ideia de como acontecimentos do tipo vêm impactando em prejuízos, no comparativo do ano de 2020 com 2019, a Mapfre - uma das maiores companhias de prestação de serviços nos mercados segurador, financeiro e de assistência do mundo - constatou que a representatividade dos sinistros de veículos causados por eventos da natureza, como alagamentos e quedas de árvores, entre outros, frente ao total de sinistros, aumentou cerca de 15%.

O cenário reforça que a contratação de um seguro adequado para automóveis e até para imóveis são medidas preventivas eficazes para minimizar possíveis danos e prejuízos. No caso da aquisição do seguro auto, a cobertura popularmente conhecida como "total", abrange, além de incêndio, furto, roubo e colisão, danos comuns nesta época do ano, como inundação ao veículo, e queda de árvores ou muros, além de avarias por chuva de granizo. "Os veículos envolvidos em um sinistro gerado por eventos da natureza, tem 3,1 vezes mais possibilidade de ser uma indenização integral", informa Roberto Junior de Antoni, diretor de Operações da Mapfre.

É importante lembrar que, para apólices de automóveis, danos causados pelo "agravo de risco", ou seja, aquele que o segurado tem ciência do perigo e mesmo assim expõe o veículo, podem levar à perda da cobertura, como, por exemplo, tentar atravessar uma área alagada mesmo sabendo da impossibilidade de realizá-la.

Quanto ao seguro do imóvel, é possível cobrir prejuízos ocasionados por enchentes por meio da contratação de cobertura específica na apólice. Além de alagamentos, é possível ainda se adquirir coberturas mais comuns e recorrentes, como vendaval e danos elétricos - os dois principais problemas notificados em período de eventos da natureza, em razão das intempéries climáticas.

"Tanto para o seguro de automóvel quanto o residencial, o consumidor deve procurar uma seguradora que possui planos de contingência para atendimentos nas situações de fenômenos da natureza, pois eles facilitam o processo de análise dos danos e a definição da cobertura.", ressalta Antoni. "Com esses planos bem definidos, assim que as notificações de sinistro são efetuadas pelos clientes, a seguradora consegue deslocar suas equipes e prestadores de serviço a partir de um atendimento simples, ágil e eficiente", complementa.

SAIBA MAIS

Dicas para evitar contratempos

Para o carro
- Não estacione o veículo embaixo de árvores ou placas publicitárias (outdoors), ou ainda próximo a muros;
- Procure estacionar o carro em locais com estrutura sólida e robusta; caso seja possível, pare em locais elevados, assim você previne que o veículo seja atingido se ocorrer um alagamento;
- Evite trafegar quando o nível da água estiver superior ao centro/metade das rodas (isso reduz a chance de aspiração de água pelo motor e o dano ao veículo);
- Se estiver dirigindo, mantenha as duas mãos ao volante, a distância indicada do veículo à frente, reduza a velocidade e ligue os faróis do automóvel.

Para o imóvel
- Mantenha a limpeza e manutenção dos telhados em dia;
- Desobstrua as calhas;
- Frequentemente, realize a limpeza de ralos, esgotos, galerias e valas;
- Retire entulhos dos quintais;
- Providencie a poda ou corte de árvores com risco de queda nos limites da propriedade do imóvel;
- Reforce (ou escore) muros e paredes pouco confiáveis.

Leia mais notícias em OEstadoMA.com e siga nossas páginas no Facebook, no Twitter e no Instagram. Envie informações à Redação do Jornal de O Estado por WhatsApp pelo telefone (98) 99209 2564.

© - Todos os direitos reservados.
Tamanho da
Fonte