Cidades | Em obras

Características originais do Largo de São João são resgatadas em reforma

Espaço estava deteriorado e sendo usado de forma irregular como estacionamento; com a obra, ganhará novos calçamento, bancos, lixeira paisagismo e iluminação
23/11/2020 às 20h00
Características originais do Largo de São João são resgatadas em reformaReforma do Largo de São João está adiantada (Divulgação)

São Luís - As obras de reforma do Largo de São João, em frente à Igreja de São João Batista, esquina com a Rua da Paz, Centro, estão bastante adiantadas. O espaço, que estava deteriorado e sendo usado de forma irregular como estacionamento, vai ganhar novos calçamento, bancos, lixeiras, paisagismo e iluminação. Já foi concluído o piso de concreto do largo e, nesta semana, está sendo removida a camada de asfalto que cobria o pavimento antigo, de paralelepípedos, que agora serão restaurados e reinstalados no local, devolvendo as características originais do logradouro. Estas ações integram o programa São Luís em Obras e está melhorando a infraestrutura e resgatando espaços públicos do Centro Histórico de São Luís e de diversos bairros, em diferentes regiões da cidade - da zona urbana a zona rural.

"A revitalização do Largo de São João é uma obra que vai seguir os mesmos objetivos do que já foi executado em outros espaços históricos do Centro, como o Largo do Carmo e Praça João Lisboa, por exemplo. A nossa preocupação é devolver à cidade espaços públicos que possam novamente servir de áreas de lazer para as famílias, locais bonitos para apreciação turística, preservados os aspectos históricos e arquitetônicos, mas com detalhes modernos como acessibilidade, conforto e nova iluminação, entre outros itens", ressaltou o prefeito Edivaldo Holanda Júnior.

Além do piso do largo, que já foi totalmente concretado, a Prefeitura também vai restaurar o piso da área de entrada da Igreja de São João Batista, cujo acesso é por uma escadaria de blocos de cimento. Na área, já estão prontos também os espaços onde serão plantadas as árvores, conforme o novo projeto paisagístico do largo.

No que se refere à remoção do asfalto, o trabalho já foi feito em todo o entorno da igreja, isto é, nos trechos que envolvem a Rua da Paz, Rua de São João e na via lateral que serve de acesso à Rua das Flores. Na Rua da Paz, assim como nas obras do Largo do Carmo, a remoção do asfalto revelou os trilhos de ferro dos antigos bondes elétricos, que funcionaram como sistema de transporte coletivo da cidade entre 1920 e 1960.

Todo este entorno está sendo requalificado e será devolvido o aspecto histórico do pavimento, com paralelepípedos, mas com detalhes de modernidade como rampas para cadeiras de rodas e acessos elevados para pedestres, piso tátil (sinalização em alto relevo que serve para orientar portadores de deficiência visual). A Prefeitura também está reformando toda a calçada no entorno da Igreja de São João, de forma que se repita o padrão estrutural e arquitetônico que está sendo executado no largo.

As obras são coordenadas pelo Instituto Municipal da Paisagem Urbana (Impur). "A Prefeitura de São Luís, iniciou a retirada de todo o asfalto ao redor da Igreja de São João Batista, de maneira que possamos recuperar todo o piso de paralelepípedo, somando-se à toda a revitalização estética e arquitetônica que está sendo executada no local. Agora, nós vamos partir para as etapas de lapidação do piso de concreto, instalação dos bancos de madeira e ferro fundido, postes coloniais e demais detalhes de acabamento", disse o presidente do Impur, Fábio Henrique Carvalho.

A vendedora, Keila do Socorro de Deus, tem grande expectativa em relação a obra. "O largo, pelo que estamos acompanhando no andamento das obras, deve ficar muito bonito, bastante diferente do que era antes", comentou Keila do Socorro de Deus, que cuida de uma pequena barraca onde vende café da manhã, bolos e caldo de ovos.

SAIBA MAIS

O Largo de São João fica localizado no cruzamento entre a Rua de São João e a Rua da Paz, no Centro de São Luís. A Igreja de São João Batista, que dá nome ao local, é considerada a quarta mais antiga da cidade, datada de 1665, sendo conhecida por ter abrigado o túmulo de Joaquim Silvério dos Reis, traidor da Inconfidência Mineira falecido em 1819. A reforma do espaço soma-se a outras da área central de São Luís realizadas pela gestão do prefeito Edivaldo dentro do São Luís em Obras, o maior programa de reformas de espaços públicos do Centro da histórica da capital.

Leia mais notícias em OEstadoMA.com e siga nossas páginas no Facebook, no Twitter e no Instagram. Envie informações à Redação do Jornal de O Estado por WhatsApp pelo telefone (98) 99209 2564.

© - Todos os direitos reservados.
Tamanho da
Fonte