Cidades | Mobilização

Roubo de carga e acidente de trânsito combatidos em ação

Atividade está sendo promovida pelo Sest Senat em todo o país e as ações são realizadas pelos pontos de parada e em postos da Polícia Rodoviária Federal
10/11/2020
Roubo de carga e acidente de trânsito combatidos em açãoCaminhoneiros foram orientados sobre maneiras de evitar assaltos nas estradas e acidentes de trânsito (Paulo Soares / O Estado)

São Luís - Além da possibilidade de acidente de trânsito, caminhoneiros podem ser alvo de bandidos nas estradas. Somente no ano passado ocorreram 18.382 casos de roubo de cargas em todo o país, segundo o levantamento da NTC&Logística (Associação Nacional do Transporte de Cargas e Logística). O Sest Senat começou ontem uma mobilização nacional contra o roubo de cargas e pela redução de acidentes nas estradas, que se estenderá até o próximo dia 13.

Os atendimentos estão sendo realizados nos pontos de parada credenciados pelo Ministério da Infraestrutura, postos de combustíveis e Postos da Polícia Rodoviária Federal (PRF). No decorrer da ação também serão oferecidos aos motoristas um circuito de saúde, com atendimentos nas especialidades de odontologia, fisioterapia, nutrição e psicologia; orientações de autoproteção e prevenção da Covid-19.

A psicóloga do Sest Senat, Mariana Pedrosa, informou que as ações no Maranhão, estão sendo desenvolvidas em três postos. Uma deles, em Imperatriz, no Km 260 da BR-010; enquanto, os outros dois, na Grande Ilha. No posto Valen, localizado no Km 2 da BR-135 E, no posto da PRF, em Pedrinhas.

Ela ainda disse que a previsão de atendimento ontem, somente no posto da PRF, em Pedrinhas, era superior a 500 caminhoneiros. Eles eram parados pelos agentes rodoviários federais e direcionados ao local onde estava ocorrendo a ação.

Segundo Marina Pedrosa, os caminhoneiros recebiam orientações sobre a importância do planejamento das rotas para evitar roubo de cargas e acidentes de trânsito, e tinham informações sobre a ansiedade, depressão e instruções sobre uma boa alimentação. “Os caminhoneiros, caso tenham algum tipo de problema de saúde ou comportamental, podem procurar por uma das sedes do Sest Senat”, frisou a psicóloga.

O caminhoneiro Mairton França, de 40 anos, disse que ações desse tipo deveriam ocorrer de forma frequente, pois evitaria muitos acidentes nas estradas. “O condutor precisa ser orientado e alertado sobre os perigos nas estradas”, disse.

Ações criminosas
A Polícia Civil continua investigando o roubo de um caminhão, ocorrido no começo deste semestre, em Imperatriz. O veículo estava carregando remédios. A carga está avaliada em torno de R$ 200 mil.

De acordo com a polícia, o motorista do caminhão foi abordado por um criminoso, no período da manhã, em um local movimentado. A vítima, na mira de uma arma de fogo, teve de levar o veículo até a Avenida Caiçara. Neste local, o motorista foi abandonado e o bandido fugiu com o caminhão.

A polícia conseguiu encontrar o veículo abandonado na zona rural daquela cidade, mas, sem a carga. Também naquela cidade foi encontrado, em um galpão, um caminhão que tinha sido tomado de assalto, no interior do Pará.

No mês de agosto deste ano, policiais federais deflagraram, nas cidades de Imperatriz, Açailândia e São Luís, a Operação “Postagem Noturna”, com a finalidade de reprimir organização criminosa especializada em roubo de carga postal transportada em caminhões dos Correios.

No decorrer do cerco foram apreendidos aproximadamente 2 kg de cocaína e 10 kg de maconha, e cumpridos 13 Mandados de Prisão Temporária e 13 Mandados de Busca e Apreensão.

Leia mais notícias em OEstadoMA.com e siga nossas páginas no Facebook, no Twitter e no Instagram. Envie informações à Redação do Jornal de O Estado por WhatsApp pelo telefone (98) 99209 2564.

© - Todos os direitos reservados.
Tamanho da
Fonte