Alternativo | Capacitações

Ponte cultural com a África em oficinas formativas virtuais

Oficinas marcam mês da Consciência Negra com ações on-line ministradas por artistas africanos dos países de Burkina Faso e Gana
10/11/2020
Ponte cultural com a África em oficinas formativas virtuais François Bamba terá auxílio da artista Laura Tamiana para ministrar a oficina “A Oralidade como Base da Educação” (Divulgação)

São Luís - No mês da consciência negra, a cultura africana como ponto de partida para ações de formação cultural é o ponto em comum de duas oficinas que ocorrem esta semana em São Luís, ambas de forma on-line e gratuitas. As capacitações estão sendo oferecidas, respectivamente, pelo Centro Cultural Vale Maranhão (CCVM) e pelo Sesc que trazem formadores dos países africanos Burkina Faso e Gana.

“A Oralidade como Base da Educação”, realizada pelo Centro Cultural Vale Maranhão, começa hoje e segue até sábado (14), das 15h às 18h, com condução do ator, contador de histórias e mestre da cultura griot do país africano Burkina Faso, François Bamba e tradução da artista Laura Tamiana. A formação integra a programação do mês Mês Negro e da Diversidade no CCVM que se estende até dezembro.

A outra oficina integra o projeto Derresol Cultural, do Sesc, que tem levado ao público trabalhos nas mais diversas vertentes. Trata-se da formação “Dança Aquilomba Afro Dance”, ministrada pelo coreógrafo e dançarino Joseph Kwabena Osei, natural de Gana. O evento ocorre na quinta-feira (12), das 15h às 16h.

Griot

Na oficina “A Oralidade como Base da Educação”, François Bamba convida todos a uma viagem pelo rico patrimônio das sociedades de tradições orais da África do Oeste. A oficina propõe a experimentação e a partilha, tendo como base as histórias, elementos fundamentais na aprendizagem da vida e a escuta de si mesmo, do outro, e do espaço, por meio de dinâmicas da arte de contar, dos repertórios tradicionais e da busca da palavra pessoal de cada um.

François Moïse Bamba é da casta dos ferreiros, os mestres do fogo e do ferro. Foi iniciado na arte do conto por seu pai e criado em estreita relação com a tradição da cultura e da arte griot do Burkina Faso. Coletou e reescreveu numerosos contos de seu país, alguns deles dando origem a CD, DVD e livros publicados na França.

Em seus mais de 20 anos de carreira, tem circulado o mundo apresentando-se. Foi diretor do Festival de contos Yeleen, e criador do Festival Internacional dos Patrimônios Imateriais – transmissão de saberes e fazeres antigos. No Brasil, conta com a parceria da artista Laura Tamiana, com quem criou a Ba-kô Burkina Brasil, uma ponte artístico-cultural entre as culturas brasileiras e oeste-africanas.

Podem participar da oficina contadores de histórias, atores, artistas, educadores e interessados em geral. No total, estão sendo oferecidas 30 vagas. Os interessados em participar, devem enviar nome completo, oficina que deseja se inscrever e telefone para o e-mail: contato@ccv-ma.org.br. A oficina será on-line, transmitida pela Plataforma Zoom.

Dança

A oficinas on-line “Dança Aquilomba Afro Dance” também abordará a cultura africana por meio dos ensinamentos do coreógrafo e dançarino Joseph Kwabena Osei, que é natural de Gana.

Desde que chegou ao Brasil, em 2015, o artista vem compartilhando a sua cultura por meio da dança africana. Na oficina, que visa estabelecer uma conexão com a ancestralidade, os participantes aprenderão sobre a história do afrodance e seus movimentos e uma coreografia completa que será ensinada passo a passo. Podem inscrever-se jovens e adultos a partir de 14 anos pelo endereço http://abre.ai/afrodance até hoje.

O projeto Derresol Cultural do Sesc Maranhão consiste num conjunto de ações no ambiente virtual com o objetivo de facilitar e ampliar o acesso à produção cultural maranhense, possibilitando o retorno dos trabalhos de artistas e produtores nesse período de pandemia.l

Serviço

O quê

Oficinas “A Oralidade como Base da Educação” e “Dança Aquilomba Afro Dance”, oferecidas, respectivamente, pelo CCVM e Sesc

Quando

Respectivamente de hoje a sábado (14), das 15h às 18h; e quinta-feira (12), das 15h às 16h

Inscrições

Respectivamente pelo e-mail: contato@ccv-ma.org.br; e http://abre.ai/afrodance (esta só até hoje)

Leia mais notícias em OEstadoMA.com e siga nossas páginas no Facebook, no Twitter e no Instagram. Envie informações à Redação do Jornal de O Estado por WhatsApp pelo telefone (98) 99209 2564.

© - Todos os direitos reservados.
Tamanho da
Fonte