Cidades | Eleições 2020

Escolas da rede pública já estão se preparando para receber eleições

Apesar da responsabilidade de higienização no dia das eleições ser do TRE, escolas da rede pública já estão garantindo procedimentos de sanitização e adaptação a estabelecimentos que pertencem a zonas eleitorais
Bárbara Lauria / O Estado10/11/2020
Escolas da rede pública já estão se preparando para receber eleiçõesEscolas serão entregues higienizadas para as eleições deste ano (De Jesus / O ESTADO)

SÃO LUÍS – Com a pandemia da Covid-19, neste ano as eleições serão realizadas com cuidados extras, principalmente no que se refere às medidas sanitárias. Tendo isso em vista, escolas da rede estadual já iniciaram procedimentos de higienização, mesmo enquanto fechadas. Durante as eleições a responsabilidade do procedimento será do Tribunal Regional Eleitoral do Maranhão (TRE-MA).

De acordo com a Secretária de Estado da Educação (Seduc), o trabalho de manutenção e limpeza dos prédios escolares tem sido executado constantemente pelas equipes de serviços gerais que atuam nas escolas, inclusive nas unidades que funcionarão como zonas eleitorais. Também foi informado que as escolas já estão à disposição da Justiça Eleitoral, a quem caberá manter a higienização e estrutura sanitária no dia das eleições, em todas as zonas eleitorais.

A escola estadual Josué Montuello, no bairro Sacavem, é a 2ª zona eleitoral e atende, de acordo com o TRE, a 119.248 eleitores. Apesar das aulas presenciais suspensas, o espaço se manteve aberto, com uma rotina de higienização, para dar apoio aos estudantes e familiares durante o ensino remoto. Agora, próximo as eleições, a higienização se intensificou e o corpo docente realizou plano de ação para sanitização do espaço após as eleições.

“Como o colégio tem um trabalho de proximidade e apoio aos alunos, entregaremos a unidade higienizada na sexta-feira (13). Porém, o TRE que estará cuidando dos protocolos de segurança durante sua posse, mas, assim como nos outros anos, já planejamos com nossa equipe a limpeza da escola no dia 15 após o horário eleitoral”, explicou a professora Leda Martins.

Já na rede municipal, das 260 unidades de ensino, 25 servirão de seções eleitorais no dia 15 de novembro, data do pleito municipal. A Secretaria Municipal de Educação (Semed) ainda informou que os locais de votação serão entregues limpos e com a inclusão de banheiros químicos. As escolas serão entregues ao TRE nesta quinta-feira (12).

Protocolo de segurança
O Tribunal Superior Eleitoral (TSE), com auxílio da Fiocruz e dos hospitais Sírio-Libanês e Albert Einstein, elaborou um Plano de Segurança Sanitária para o pleito deste ano. Conforme o documento, o uso de máscara para proteção da face virou item obrigatório nas seções eleitorais.

Além do item obrigatório, os mesários também receberão álcool em gel de uso individual e viseiras plásticas, com a recomendação para guardar as máscaras substituídas na embalagem do material que receberam. Depois, já em casa, a orientação é para que descartem os produtos usados na lixeira. Seguindo orientações da Organização Mundial da Saúde e do Ministério da Saúde, é importante que a máscara seja trocada a cada quatro horas.

O eleitor também é orientado a não jogar sua máscara fora na sua máscara na seção. Caso alguém insista, receberá a instrução para higienizar as mãos e descartar o produto na lixeira do banheiro, dentro de alguma proteção, como um saco plástico ou enrolado em papel toalha. Em seguida, ele deverá desinfetar as mãos com álcool 70% ou com água e sabão.

Também será disponibilizado álcool em gel nas seções eleitorais para a higienização das mãos dos eleitores antes e depois da votação. Os mesários também terão o produto para uso individual. Serão afixados cartazes de orientação sobre as medidas. Os itens de segurança sanitária foram doados por um grupo de cerca de 30 empresas. Por fim, é recomendado que os eleitores mantenham a distância mínima de um metro dos demais e dos mesários.

SAIBA MAIS

Dados

Nas eleições 2020 irão trabalhar cerca de 57 mil mesários, em 14.041 seções eleitorais de 5.556 locais de votação, apenas no Maranhão.

Será atendido 4 milhões 758 mil e 629 eleitores aptos de votar, de 217 municípios, distribuídos em 105 zonas eleitorais.

PARA VOTAR

Os cidadãos aptos são aqueles que apresentam situação regular na Justiça Eleitoral, ou seja, não têm pendências que os impeçam de exercer o direito ao voto.

O voto é obrigatório para todo cidadão, nato ou naturalizado, alfabetizado, com idade entre 18 e 70 anos. Para os jovens de 16 e 17 anos, pessoas com mais de 70 anos e analfabetos, o voto é facultativo.

Não poderá votar nas eleições o cidadão que não tirou o título de eleitor nem regularizou sua situação perante a Justiça Eleitoral até 6 de maio – data-limite para o alistamento eleitoral – visando a participação no pleito deste ano, cujo primeiro turno será realizado no dia 15 de novembro.

Leia mais notícias em OEstadoMA.com e siga nossas páginas no Facebook, no Twitter e no Instagram. Envie informações à Redação do Jornal de O Estado por WhatsApp pelo telefone (98) 99209 2564.

© - Todos os direitos reservados.
Tamanho da
Fonte