Polícia | Condenação

Justiça condena acusados de feminicídio

Um dos crimes ocorreu na zona rural de Bequimão e o outro caso, na cidade de Formosa da Serra Negra
29/10/2020

Acusados de crime de feminicídio foram condenados pelo Poder Judiciário no último dia 27. Um dos réus foi Ducivaldo do Espírito Santo e teve a pena de 17 anos e meio de prisão. Segundo a polícia, ele é acusado de ter matado a golpes de faca a ex-companheira, Leudilene Cantanhede Ferreira, no dia 8 de setembro de 2019, no povoado Areal, zona rural de Bequimão.

O julgamento foi presidido pelo juiz de Bequimão, Ivis Monteiro. A denúncia feita pelo Ministério Público narra que Ducivaldo Santos teria se utilizado de uma faca para desferir um golpe pelas costas de sua ex companheira. A ação criminoso ocorreu na frente do filho do casal, que é menor de idade.

Após o ato criminoso, o réu saiu andando do local, tomando rumo ignorado, enquanto que Leudilene Ferreira foi encaminhada ao hospital e veio a falecer. Quando interrogado pela polícia, o réu confessou a prática criminosa e afirmou que o golpe de faca na vítima fora um acidente.

O outro julgado e condenado a 19 anos e quatro meses de prisão foi Edvan Carneiro Macedo pelo assassinato da ex-companheira, Neurivania Barbosa dos Santos, de 35 anos. A polícia informou que a vítima foi morta a golpes de faca na frente dos filhos, de 8 e 14 anos, no dia 3 de maio de 2008, na cidade de Formosa da Serra Negra. Ela já havia registrado três ocorrências na delegacia contra o ex-marido devido as constantes ameaças.

Leia mais notícias em OEstadoMA.com e siga nossas páginas no Facebook, no Twitter e no Instagram. Envie informações à Redação do Jornal de O Estado por WhatsApp pelo telefone (98) 99209 2564.

© - Todos os direitos reservados.
Tamanho da
Fonte