Alternativo | Homenagem

UFMA concede o título "Professor Honoris Causa" a Luiz Pazzini

O homenageado era graduado em Artes Dramáticas na Universidade de São Paulo (USP) e morava há mais de 20 anos no Maranhão; ele faleceu em abril deste ano
Com informações de assessoria06/10/2020 às 09h11
UFMA concede o título "Professor Honoris Causa" a Luiz PazziniLuís Pazzini era professor aposentado do departamento de Artes Cênicas da Universidade Federal do Maranhão (UFMA) (Divulgação / Thiago Gléria)

SÃO LUÍS - Nascido em 6 de outubro de 1953, em Serivínia-SP, Luiz Roberto de Souza, mais conhecido como Luiz Pazzini (nome artístico que escolheu), completaria, hoje, 67 anos. Ele faleceu no dia 29 de abril de 2020, decorrente de complicações respiratórias causadas pela COVID-19.

Para homenageá-lo, in memoriam, a Universidade Federal do Maranhão entregará o título de Doutor Honoris Causa, à família do mestre Luiz Pazzini. A solenidade ocorrerá nesta terça-feira, 6, às 18h, de forma híbrida, ou seja, presencial (CCH) e remota (transmissão pelo YouTube).

O homenageado era graduado em Artes Dramáticas na Universidade de São Paulo (USP) e morava há mais de 20 anos no Maranhão, local onde deixou um grande legado e amigos.

Luís Pazzini era professor aposentado do departamento de Artes Cênicas da Universidade Federal do Maranhão (UFMA), onde iniciou sua carreira na docência em 1992, quando chegou em São Luís para assumir a vaga de professor do magistério superior no extinto departamento de Artes, exercício no qual ele demostrou ser um profissional dinâmico, perseverante e agregador.

Ele foi responsável pela formulação e fundação do curso de licenciatura em Teatro, em 2005, e do Centro de Artes da universidade.

Desde 2001, ele era diretor do grupo Cena Aberta e coordenou o projeto de extensão ‘Memória e Encenação em Movimento: ABC da Cultura Maranhense’, que ofertava oficinas para professores, alunos, atores e quilombolas do Maranhão.

Em 2016, Pazzini foi homenageado na XI Semana de Teatro no Maranhão e teve quatro espetáculos encenados em sua homenagem, dentre eles, “Negro Cosme, “Cofo de Estórias”, “Pigmaleão” e “Lulu”. Ele inspirou diversos atos de solidariedade por parte de quem reconhecia a sua luta no Maranhão.

Em uma reflexão escrita pelo professor Arão Paranaguá, do departamento de Artes Cênicas, após o falecimento do Mestre Luiz Pazzini, ele lembra que logo nos primeiros momentos, aventaram a possibilidade da criação de um memorial que salvaguardasse a memória do seu trabalho artístico e pedagógico, ou seja, escritos acadêmicos, esboços, figurinos, cenários, imagens, livros, etc.

“Em seguida, reiterou-se a possibilidade de dar a ele um lugar de destaque no panteão das honrarias institucionais, ocasião na qual o reitor Natalino Salgado externou sua determinação em intitular o novo Centro de Artes da UFMA como “Mestre Luiz Pazzini”, cuja decisão já está protocolada e encontra-se em trâmites internos”, complementa Paranaguá.

Leia mais notícias em OEstadoMA.com e siga nossas páginas no Facebook, no Twitter e no Instagram. Envie informações à Redação do Jornal de O Estado por WhatsApp pelo telefone (98) 99209 2564.

© - Todos os direitos reservados.
Tamanho da
Fonte