Vida | Atenção

Primeira infância corre riscos com a pandemia, alertam pesquisadores

Documento elaborado por pesquisadores da USP, traz alertas e orientações sobre os aspectos negativos do isolamento social no desenvolvimento infantil
Nikolas Guerreiro e Rita Stella/ Do Jornal da USP08/07/2020

SÃO PAULO- Interações positivas, afeto, boa alimentação e ambiente favorável para descobertas. Considerados positivos para o desenvolvimento na primeira infância, que vai do nascer aos seis anos de idade, esses fatores podem passar longe da realidade dessas crianças. É que as mudanças abruptas na convivência familiar, impostas pela pandemia, podem repercutir de forma negativa no desenvolvimento infantil.

Para continuar aproveitando o conteúdo de O Estado faça seu login ou assine.

Já sou assinante

entrar

Ainda não sou assinante

Assine agora

Leia mais notícias em OEstadoMA.com e siga nossas páginas no Facebook, no Twitter e no Instagram. Envie informações à Redação do Jornal de O Estado por WhatsApp pelo telefone (98) 99209 2564.

© - Todos os direitos reservados.
Tamanho da
Fonte