Cidades | Missão

Ano Missionário aberto com celebração no Anjo da Guarda

Evento organizado pela Arquidiocese de São Luís aconteceu na Praça da Ressurreição, e que contou com a presença de padres, celebrou, também, os 50 anos de ordenação presbiteral do arcebispo dom José Belisário
16/12/2019

São Luís - A Praça da Ressurreição, no bairro Anjo da Guarda, foi o cenário escolhido pela Arquidiocese de São Luís para a celebração que marcou, na tarde/noite de sábado, a abertura do Ano Missionário. Para os católicos significa o despertar da Igreja para a consciência de que a missão a renova e torna a verdade a expressão da fé. O evento, que contou com a presença de padres e pessoas de diferentes comunidades, também homenageou o arcebispo dom José Belisário, pelos seus 50 anos de ordenação presbiteral.
“Nós temos um plano de pastoral que renovamos de quatro em quatro anos e a previsão é que o atual seja concluído em 2020. Por isso, chamamos a atenção das pessoas para o fato de que a igreja existe para a missão. Nós esperamos que, ao longo de 2020, todas as nossas paróquias entrem nesse ritmo, pois a instituição tem de ser uma igreja em saída e não pode ficar fechada em si mesma”, disse o arcebispo, que conduziu a celebração.
Segundo Jadson Borba e Silva, coordenador da Articulação Missionária da Arquidiocese de São Luís, o objetivo é estimular as comunidades a um engajamento. “Nós queremos que elas percebam que o Evangelho não é para ficar aprisionado, mas deve estar em contato com as comunidades. Escolhemos a Praça da Ressurreição para essa abertura pelo seu simbolismo, pois em estando situada em um bairro da periferia de São Luís, nós damos uma prova de que a igreja vai ao encontro das pessoas onde elas estiverem. Além disso, sabemos que a ressurreição é o maior mistério da nossa fé”, frisou.

Para continuar aproveitando o conteúdo de O Estado faça seu login ou assine.

Já sou assinante

entrar

Ainda não sou assinante

assine agora

Leia mais notícias em OEstadoMA.com e siga nossas páginas no Facebook, no Twitter e no Instagram. Envie informações à Redação do Jornal de O Estado por WhatsApp pelo telefone (98) 99209 2564.

© - Todos os direitos reservados.
Tamanho da
Fonte