Geral | Canonização

Irmã Dulce é santa; canonização reconhece seu trabalho social

Após a canonização, ela passou a chamar-se Santa Dulce dos Pobres; cerca de 50 mil participaram da missa na Praça de São Pedro, no Vaticano
Agência Brasil14/10/2019

VATICANO - Neste domingo, 13, às 5 h da manhã em Brasília (10 h em Roma), a soteropolitana Maria Rita de Sousa Brito Lopes Pontes (1914–1992), nominada como Irmã Dulce desde 1933, tornou-se a primeira santa nascida no Brasil reconhecida pela Igreja Católica Apostólica Romana. Torna-se Santa Dulce dos Pobres. Outros quatro beatos, de diferentes nacionalidades, também foram canonizados por Papa Francisco. De acordo com o Vaticano, 50 mil pessoas participaram da cerimônia.

Para continuar aproveitando o conteúdo de O Estado faça seu login ou assine.

Já sou assinante

entrar

Ainda não sou assinante

assine agora

Leia mais notícias em OEstadoMA.com e siga nossas páginas no Facebook, no Twitter e no Instagram. Envie informações à Redação do Jornal de O Estado por WhatsApp pelo telefone (98) 99209 2564.

Saiba mais de Geral

© - Todos os direitos reservados.
Tamanho da
Fonte