Cidades | Perda

Mais de 800 documentos perdidos estão em poder da Polícia Militar

Carteiras de identidade, de estudante, de trabalho, cartões de crédito, CNH e até chaves de veículos estão disponíveis na sede do comando-geral da PMMA; aplicativo facilita resgate
Ismael Araújo / O Estado23/08/2019
Mais de 800 documentos perdidos estão em poder da Polícia MilitarDocumentos perdidos podem ser resgatados no Comando da PM, no Calhau (Paulo Soares / O Estado)

SÃO LUÍS - Mais de 800 documentos pessoais, entre carteiras de identidade, de trabalho, de estudante, cartões de crédito, título de eleitor, CPF, CNH, certidões de nascimento e até mesmo chaves de veículos chegaram no decorrer deste ano à 5ª Seção de Comunicação da Polícia Militar, em sua sede do Comandando Geral, no Calhau. A polícia informou que a maioria desses documentos foi perdida em eventos diversos, ocorridos na Grande Ilha, e, também, por ocasião de furtos ou roubos.

O tenente-coronel Lenine, chefe da 5ª Seção de Comunicação da Polícia Militar, informou que, principalmente após o período festivo, vários documentos perdidos são encaminhados ao quartel e muitos são entregues por pessoas que os encontraram por acaso em locais de eventos. A maioria desses documentos, porém, é encontrado em plena via pública.

Ele ainda informou que somen­te o depois do Carnaval deste ano, a polícia recebeu cerca de 300 documentos, enquanto, no decorrer do período junino, foram mais de 200. Mais 50 documentos foram encaminhados da festa do “Lava-Boi”, que ocorreu no mês de julho, na cidade de São José de Ribamar.

Ainda de acordo com Lenine, a polícia sempre promove campanhas antes e no decorrer dos grandes eventos, repassando dicas de segurança, inclusive, para evitar perda de documentos. “É de suma importância que o cidadão leve apenas o necessário quando for participar de festas em que há grande aglomeração de pessoas”, alertou o tenente-coronel.

Receber
Lenine ainda esclareceu que os documentos estão disponíveis no quartel para serem entregues. Para receber, o cidadão deve levar o boletim de ocorrência do registro da perda ou até mesmo um documento que comprove a titularidade do portador. O horário de atendimento é das 8h até 17h, na seção de comunicação.

Os documentos ficam no quartel por um período de um ano e, logo após, é encaminhado para o órgão expedidor. No caso de cartão de crédito, segundo o tenente-coronel, é destinado para o banco, e em relação a carteira de estudante é levado para a escola.

Aplicativo
O tenente-coronel também informou que a Secretaria de Segurança Pública (SSP) disponibilizará um aplicativo até o fim deste ano para que o cidadão possa encontrar de uma forma mais rápida e segurança o documento.
“No site da corporação militar vai ter um link e o cidadão somente vai digitar o seu nome para saber se o documento está disponível na 5ª seção da PM”, explicou o tenente-coronel.

Correios
As agências dos Correios da capital também é um outro órgão em que o cidadão pode encontrar documentos perdidos. Quem perdeu algum documento, antes de tirar segunda via, deve buscar no site da empresa w2.correios.com.br/servicos/achados_perdidos/default.cfm ou ligar para a central de atendimento: 3003 0100 (capitais e região metropolitana) e 0800 725 7282 (demais localidades).

Quem encontrar alguma documentação pode depositar em caixas de coleta ou entregar na agência dos Correios mais próxima. O serviço de “Achados e Perdidos” dos Correios armazena documentos pelo período de 60 dias, podendo ser enviados para a agência mais próxima da moradia ou local de trabalho do proprietário, caso se encontre fora de seu domicílio. Após esse prazo, os documentos são encaminhados ao órgão emissor de origem.

Cuidados com os documentos pessoais

1. Evite sair de casa com todos os documentos originais;
2. Se for para algum lugar que não solicita documento original, procure ir com uma cópia simples ou autenticada;
3. Guarde documentos, cartões e cheques no bolso da frente da calça ou em algum lugar escondido dentro da bolsa;
4. Não perca de vista seus documentos de identificação quando solicitados. Do mesmo modo, não deixe que atendentes de lojas e outros estabelecimentos levem seus cartões bancários para longe de sua presença, sob a desculpa de efetuar o pagamento.

Número

800 documentos perdidos já foram encaminhados durante este ano para a Polícia Militar do Maranhão

Atenção

Quem perdeu os documentos ou foi roubado deve cadastrar um alerta gratuito na Serasa. Assim, você diminui as chances de ser vítima de fraude. Além de fazer o alerta para diminuir as chances de ser fraudado, é importante fazer Boletim de Ocorrência (BO). Em caso de perda ou roubo de documento, é importante fazer o registro para nenhum fraudador utilizar o seu nome.

Leia mais notícias em OEstadoMA.com e siga nossas páginas no Facebook, no Twitter e no Instagram. Envie informações à Redação do Jornal de O Estado por WhatsApp pelo telefone (98) 99209 2564.

© - Todos os direitos reservados.
Tamanho da
Fonte