Política | Criticou

Após críticas de Dino, deputado mostra falhas na economia do MA

Adriano Sarney se posicionou após governador ter dado palpite sobre a situação econômica do país; para ele, Dino não tem condições de tratar do tema
Ronaldo Rocha da editoria de Política25/07/2019

O deputado estadual Adria­no Sarney (PV), líder da Oposição na Assembleia Legislativa, confrontou o governador Flávio Dino (PCdoB), que, por meio de seu perfil em rede social, deu palpite sobre a situação econômica nacional.
O chefe do Executivo estadual havia sugerido a criação de um programa emergencial para dar maior assistência a população do país. A sugestão ocorreu logo depois de ele ter criticado a liberação, por parte do Governo Federal, de R$ 500 de saques do Fundo de Garantia de Tempo de Serviço (FGTS) para titulares de contas ativas.
“Inflação abaixo do centro da meta permite corte de juros e mais crédito para empresas. É urgente a ampliação de obras públicas. E um programa emergencial de socorro a famílias endividadas, para melhorar demanda. Há caminhos. Mas é preciso ter foco no Brasil”, comentou Flávio Dino.
Foi o que motivou a manifestação de Adriano. O parlamentar questionou a legitimidade de Dino para tratar do assunto, levando em consideração a grave crise econômica pela qual passa o estado do Maranhão.
O deputado de oposição lembrou do aumento da extrema pobreza, do aumento do desemprego e da queda do Produto Interno Bruto (PIB) do Maranhão.
“Quem é Dino para falar em economia nacional? Antes dele, o PIB daqui crescia acima da média nacional. Hoje cai mais do que a de outros estados. O número de pobres aumentou em 300 mil, o desemprego disparou, o governo quebrou... Cinismo incontrolável”, enfatizou.

Para continuar aproveitando o conteúdo de O Estado faça seu login ou assine.

Já sou assinante

entrar

Ainda não sou assinante

assine agora

Leia mais notícias em OEstadoMA.com e siga nossas páginas no Facebook, no Twitter e no Instagram. Envie informações à Redação do Jornal de O Estado por WhatsApp pelo telefone (98) 99209 2564.

© - Todos os direitos reservados.
Tamanho da
Fonte