Alternativo | Música

Marcelo Jeneci lança a primeira música de seu terceiro álbum

“Aí Sim” (Marcelo Jeneci/Arnaldo Antunes), será lançada simultaneamente com um clipe em todas as plataformas
Com informações da assessoria05/04/2019 às 15h07
Marcelo Jeneci lança a primeira música de seu terceiro álbum     Marcelo Jeneci em cena do clipe (Créditos: Roberto Kozek) (Divulgação)

SÃO PAULO- O músico lançou nesta sexta-feira, 05 de abril, a primeira música/clipe “Aí Sim”, de seu novo álbum, previsto para final de maio, pelo slap, selo da Som Livre.

"Aí Sim" antecipa a novidade sônica de seu novo disco e torna visível a transformação de um artista em movimento.

O clipe foi filmado em Palm Springs, próximo a Los Angeles, onde o músico está mixando o disco com Mario Caldato - assista.

“A escolha de cada som foi feita na intenção de potencializar o que a letra de Arnaldo Antunes está dizendo. No sentido da "transformação", eu e Wladimir Gasper (produtor do disco) buscamos não deixar nada em seu lugar comum. Ao invés de bateria, tem meu beatbox e sons de crianças brincando com água (pra mim não há nada mais livre e alegre do que criança brincando com água). Ao invés de contrabaixo tem um tambor baiano, grave e afinado. A presença da sanfona pretende impulsionar pra frente quem estiver disposto a oferecer uma escuta profunda a sua própria pergunta”, comenta Marcelo Jeneci.

A direção e o roteiro do clipe são assinados por Chloë de Carvalho; a direção de fotografia por Tobia Sempi. Ambos são pais de Arlo, criança que protagoniza o clipe.

“Chloë nos filmou em um dos sertões do mundo, transluzindo o espelhamento entre pai e filho, criança e adulto, responsabilidade e fantasia. Na narrativa de um pai presente, que vai pro mundo acolhendo seu filho traduzindo a realidade em uma coisa fantástica. Utilizando máscaras feitas de papelões catados na rua, que foram criadas pela artista Mana Bernardes”, conta Marcelo Jeneci.

“Aí Sim”

(Marcelo Jeneci / Arnaldo Antunes)


Talvez

Eu consiga superar o temor

Da transformação

Talvez também

Eu decida mesmo só voltar

Pra minha prisão

Sigo assim

Escolhendo o que é melhor pra mim

Pode ser que eu me arrebente, mas
Levo a minha vida em frente

Eu já sei sou livre pra me prender

E aprender
A ter alegria

Aí sim
Vou aproveitar o arroz com feijão

Sem indecisão

Aí enfim
Vou saber qual é a direção
Do meu coração

Leia mais notícias em OEstadoMA.com e siga nossas páginas no Facebook, no Twitter e no Instagram. Envie informações à Redação do Jornal de O Estado por WhatsApp pelo telefone (98) 99209 2564.

© - Todos os direitos reservados.
Tamanho da
Fonte