Estado Maior | COLUNA

Reforma à vista

07/02/2019

A reforma administrativa do governo de Flávio Dino (PCdoB) começou a ser feita. O governador já anunciou o retorno do deputado Marcelo Tavares (PSB) para a Casa Civil. Por enquanto, esta é a única confirmação oficial. Mas nos bastidores nomes já são dados como certos.
Um exemplo é o do deputado federal Rubens Júnior (PCdoB), que vai se licenciar do mandato para assumir a Secretaria Estadual de Cidades (Secid). O martelo para o comunista ainda não foi batido porque o pai do parlamentar, Rubens Pereira, insiste que a pasta tenha mais força com a incorporação da Agência Metropolitana.
Outro nome já considerado certo é o ex-deputado Rogério Cafeteira (DEM). Ele deve ficar com a Secretaria Estadual de Comunicação e Articulação Política (Secap). Outra possibilidade para o ex-líder de Flávio Dino na Assembleia Legislativa é a Secretaria de Desenvolvimento Social (Sedes), para onde o deputado Neto Evangelista (DEM) quer voltar.
Entre as mudanças no secretariado, está prevista também a saída de Diego Galdino da Secretaria de Cultura e Turismo para a Caema.
O PDT deve se manter com o Detran e ter o deputado estadual Márcio Honaiser de volta à Secretaria Estadual de Agricultura.
Flávio Dino tem feito o esforço para atender todos os seus aliados tanto com cargos quanto com a abertura de espaços na Assembleia e na Câmara dos Deputados.
E, claro, os aliados têm pressionado, porque na gestão comunista o uso da estrutura do governo para fins políticos é normal. E a história da meritocracia? Existe sim. Tem cargo quem merece, não por ser técnico, mas pelos acordos políticos feitos antes da campanha eleitoral.

Para continuar aproveitando o conteúdo de O Estado faça seu login ou assine.

Já sou assinante

entrar

Ainda não sou assinante

assine agora

Leia mais notícias em OEstadoMA.com e siga nossas páginas no Facebook, no Twitter e no Instagram. Envie informações à Redação do Jornal de O Estado por WhatsApp pelo telefone (98) 99209 2564.

© - Todos os direitos reservados.
Tamanho da
Fonte