O Mundo | Conflito

OEA se reúne para discutir a violência na Nicarágua

Cerca de 300 pessoas já morrem em protesto contra o presidente Daniel Ortega; OEA tenta encontra uma fórmula de conter a violência
Agência Brasil23/07/2018

Washington - Organização dos Estados Americanos (OEA) se reúne pela terceira vez em duas semanas, para discutir a escalada da violência na Nicarágua. Cerca de 300 pessoas morreram em três meses de protestos contra o governo: nos últimos dias, as forças de segurança e grupos paramilitares, simpatizantes do presidente Daniel Ortega, realizaram “operações de limpeza”, para recuperar universidades ocupadas por estudantes e derrubar barricadas, erguidas em várias cidades do país. A última delas, na terça-feira (17), na cidade de Massaya, resultou na morte de pelo menos três civis e um policial.

Para continuar aproveitando o conteúdo de O Estado faça seu login ou assine.

Já sou assinante

entrar

Ainda não sou assinante

assine agora

Leia mais notícias em OEstadoMA.com e siga nossas páginas no Facebook, no Twitter e no Instagram. Envie informações à Redação do Jornal de O Estado por WhatsApp pelo telefone (98) 99209 2564.

© - Todos os direitos reservados.
Tamanho da
Fonte