Editorial

Fiasco comunista na Barragem do Bacanga

21/06/2018

Em reforma há quase dois anos, por ordem judicial - e não por boa vontade do Estado, como já tentou fazer crer o governador Flávio Dino (PCdoB), nas redes sociais -, a Barragem do Bacanga tornou-se centro das atenções, na manhã desta quarta-feira (20), após o rompimento da subadutora instalada em sua estrutura para levar água aos bairros da área Itaqui-Bacanga, à Universidade Federal do Maranhão (UFMA) e ao Porto do Itaqui. O episódio escancarou, mais uma vez, a incompetência do governo comunista para executar obras complexas e desqualificou o discurso oficial que tenta atribuir virtudes à atual gestão, algo que não se confirma na prática.

Para continuar aproveitando o conteúdo de O Estado faça seu login ou assine.

Já sou assinante

entrar

Ainda não sou assinante

assine agora

Leia mais notícias em OEstadoMA.com e siga nossas páginas no Facebook, no Twitter e no Instagram. Envie informações à Redação do Jornal de O Estado por WhatsApp pelo telefone (98) 99209 2564.

© - Todos os direitos reservados.
Tamanho da
Fonte