Economia | Ferrovia

Estrada de Ferro Carajás movimenta 11,2% a mais este ano

Ferrovia operada pela Vale é responsável pelo transporte de minério de ferro e carga geral
03/05/2018
Estrada de Ferro Carajás movimenta 11,2% a mais este anoFerrovias do país movimentaram 122,4 milhões de toneladas (Divulgação)

As 12 concessionárias de ferrovias do país movimentaram 122,4 milhões de toneladas úteis nos primeiros três meses deste ano. A Estrada de Ferro Carajás (EFC), operada pela Vale, entre os estados do Maranhão e Pará, está nessa lista, tendo contribuído com a movimentação de 43,4 milhões de toneladas de minério de ferro e carga geral.

O trecho da EFC é responsável pelo transporte, principalmente de minério de ferro (foram 42,5 milhões de toneladas no primeiro trimestre), que segue para exportação via Porto de Itaqui, em São Luís. De acordo com balanço da Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT), o montante transportado pela ferrovia da Vale corresponde a um aumento de 11,2% em comparação ao primeiro trimestre de 2017.

Por outro lado, a Estrada de Ferro Vitória a Minas também controlada pela Vale, registrou queda de 14%. O trecho, que tem 905 quilômetros, transporta, principalmente, o minério de ferro do interior de Minas Gerais ao Porto de Tubarão, no Espírito Santo.

Os quatros trechos operados pela Rumo ALL – Malha Norte, Malha Oeste, Malha Paulista e Malha Sul – apresentaram crescimento no período de janeiro a março deste ano.

Malha Paulista registrou o maior acréscimo, de quase 26%. A ferrovia é responsável pelo escoamento da produção agrícola dos estados do Mato Grosso, Mato Grosso do Sul e São Paulo, pelo Porto de Santos. Já a Malha Norte, que atende o Porto Esperança (rio Paraguai), em Corumbá (MS), até Mairinque (SP), registrou alta de 22,3%.

Em janeiro, o setor ferroviário registrou alta de 4,24%, seguida de uma queda de 6,11% em fevereiro e outra de 0,95% em março, na comparação com os mesmos meses de 2017. Contudo, segundo a ANTT, oito dos 12 operadores tiveram resultado positivo em relação ao período avaliado.

Leia mais notícias em OEstadoMA.com e siga nossas páginas no Facebook, no Twitter e no Instagram. Envie informações à Redação do Jornal de O Estado por WhatsApp pelo telefone (98) 99209 2564.

© - Todos os direitos reservados.
Tamanho da
Fonte