Estado Maior

Rosângela fala

14/03/2018

Está gerando forte expectativa nos meios políticos a entrevista dada pela ex-secretária adjunta de Saúde do governo Flávio Dino (PCdoB), Rosângela Curado (PDT). Presa em 2017 sob acusação de desvios de R$ 18 milhões, Curado falou a uma emissora de TV de Imperatriz, que vem anunciando a pauta e abalando as estruturas do comunismo maranhense.
Filiada ao PDT desde 2014, Curado é suplente de deputada federal e foi auxiliar de Flávio Dino desde o início do mandato do comunista. Em 2016, Dino chegou a exigir a retirada da candidatura do PCdoB em Imperatriz para apoiar a da aliada, carregando-a pelos braços na cidade. Veio aí o primeiro escândalo, quando comunistas espalharam na cidade - às vésperas da eleição - um vídeo em que ela aparece bêbada, vomitando, em uma blitz do bafômetro.
Derrotada nas eleições de Imperatriz, Rosângela voltou ao governo, até ser pilhada pela Polícia Federal, acusada de ser uma das articuladoras de uma organização criminosa que roubava dinheiro da Saúde no Maranhão. Desde então, a ex-auxiliar passou a ser evitada por Flávio Dino.
Mas agora ela resolveu falar. E pelo que anuncia a emissora de TV, falará tudo mesmo. Ainda sem previsão de ir ao ar, a entrevista já é vista como um dos fatos políticos deste início de campanha eleitoral. E os comunistas andam abalados com a expectativa.

Para continuar aproveitando o conteúdo de O Estado faça seu login ou assine.

Já sou assinante

entrar

Ainda não sou assinante

assine agora

Leia mais notícias em OEstadoMA.com e siga nossas páginas no Facebook, no Twitter e no Instagram. Envie informações à Redação do Jornal de O Estado por WhatsApp pelo telefone (98) 99209 2564.

© - Todos os direitos reservados.
Tamanho da
Fonte