Cidades | Situação grave

Moradores da Liberdade e bairros adjacentes enfrentam o problema da falta d’água diariamente

Bombas puxam a água do cano geral e, segundo os moradores, caso contrário a situação seria mais precária na localidade
13/01/2018 às 14h06
Moradores da Liberdade e bairros adjacentes enfrentam o problema da falta d’água diariamente

A falta d’água continua sendo um grave problema enfrentado diariamente pelos moradores da Liberdade e bairros adjacentes. O cenário dessa localidade é de moradores carregando baldes, mangueiras espalhadas pela rua, bombas ligadas e fios elétricos no meio da via.

“A água somente dá na Liberdade um dia sim e outro não, mas necessita de uma bomba para puxar do cano”, desabafou uma das moradoras, identificada como Josiane Abreu, de 37 anos. Ela ainda disse que os moradores usam a bomba para puxar a água do cano geral, pois, caso contrário a situação estaria pior.

Carlos Alberto Soares, de 52 anos, que mora há décadas na rua Augusto Lima, informou que esse problema é antigo, mas até o momento não foi solucionado. “Estamos com a esperança com a nova estrutura do sistema Italuís possa ser resolvido esse problema do nosso bairro”, declarou o morador.

Maria das Neves, de 49 anos, que é moradora do bairro Floresta, disse que compra água para beber, enquanto, a água da Caema é utilizada apenas para realizar algumas tarefas do lar. Uma delas é a limpeza da casa.

O Estado entrou em contato com a assessoria de comunicação do Governo para obter informações sobre o problema dessa localidade, mas até o fim da manhã de sábado, 13, não tinha obtido resposta.

Leia mais notícias em OEstadoMA.com e siga nossas páginas no Facebook, no Twitter e no Instagram. Envie informações à Redação do Jornal de O Estado por WhatsApp pelo telefone (98) 99209 2564.

© - Todos os direitos reservados.
Tamanho da
Fonte