O Mundo | Violência

Um ano após ataque de Nice, polícia não prova vínculo com o EI

Atentado deixou 86 mortos e mais de 400 feridos em 14 de julho de 2016; o tunisiano Mohamed Lahouaiej Bouhlel, de 31 anos, aparentemente não teve o comando dos jihadistas
15/07/2017

FRANÇA - A polícia não conseguiu estabelecer o vínculo com o grupo jihadista Estado Islâmico (EI) do terrorista que jogou o caminhão sobre uma multidão no dia da festa nacional francesa, no 14 de julho de 2016, em Nice, balneário no sul da França. O atentado deixou 86 mortos e mais de 430 feridos.

Para continuar aproveitando o conteúdo de O Estado faça seu login ou assine.

Já sou assinante

entrar

Ainda não sou assinante

assine agora

Leia mais notícias em OEstadoMA.com e siga nossas páginas no Facebook, no Twitter e no Instagram. Envie informações à Redação do Jornal de O Estado por WhatsApp pelo telefone (98) 99209 2564.

© - Todos os direitos reservados.
Tamanho da
Fonte