Alternativo | Discussão

Festival organiza mesa de debate sobre violência de gênero

Organizadores do 40° Festival Guarnicê de Cinema realizarão o encontro, nesta sexta-feira, no Centro de Criatividade Odylo Costa, filho
08/06/2017 às 15h28
Festival organiza mesa de debate sobre violência de gênero O Festival Guarnicê de Cinema é promovido pela Universidade Federal do Maranhão (UFMA) (Divulgação)

SÃO LUÍS – Como parte da programação da 40º edição do Festival Guarnicê de Cinema, acontecerá, nesta sexta-feira (9), uma mesa de debate sobre parte da mostra “Brasil Ontem e Hoje”, grade da programação do evento que comporta, em duas de suas sessões, filmes voltados para a temática da violência de gênero. O encontro - que terá como debatedoras a jornalista e militante, Letycia Oliveira, a professora e pesquisadora de gênero, Daniele Segadilha e a pesquisadora de gênero e professora Silse Lemos -, começa às 18h no Centro de Criatividade Odylo Costa, filho (Praia Grande). A conversa será mediada pela jornalista e produtora Rita Cardoso. A entrada é gratuita.

“A mostra Brasil Ontem e Hoje”, que é composta por 10 programas com curtas e longas-metragens de todo o país, tem em seus programas, 9 e 10, filmes voltados para a temática da violência de gênero e, para debater o tema, a organização do festival criou a mesa de debate “Lugares de fala: a violência de gênero e as formas da sua expressão”. Essa mostra teve início na segunda-feira (5) e vai até esta sexta-feira (9), com início sempre às 14h30, no Teatro Alcione Nazareth.

Uma das curadoras do festival, Stella Aranha falou sobre a iniciativa: "Decidimos organizar programas especiais, agrupando longas e curtas-metragens que dialogassem entre si e entorno de uma questão social relevante, como, por exemplo, o programa 9 e 10, composto de filmes que abordam de formas diferentes a questão da violência contra a mulher. Eles tratam do tema de maneiras distintas, mas não divergentes, tanto na perspectiva que trazem, quanto nas escolhas audiovisuais que cada documentarista encontrou para lançar luz sobre uma sociedade onde ainda predomina práticas machistas, apesar de todo o debate acerca do assunto”, comentou.

A curadora falou também sobre a proposta do festival. “O público de cinema, mesmo o público de festivais, não é formado apenas por especialistas do campo audiovisual, pelo contrário, temos um público que tem o hábito de fazer leituras dos filmes sob um viés sociológico, por isso é relevante a curadoria ter tido um olhar atento para organizar essa mostra [Brasil Ontem e Hoje]. O público vai atrás desses filmes que os leva a refletir e assim o Festival Guarnicê fortalece um dos seus pilares: fomentar público em uma cidade com tão poucas salas de cinema fora dos shoppings”.

Debatedoras

A mesa de debate que acontece nesta sexta-feira terá a presença de Letycia Oliveira. A jornalista e militante tem um canal no You Tube e um grupo no Facebook chamado “Vamos discutir feminismo” e faz parte do grupo União Brasileira de Mulheres.

Também vai compor a mesa Daniele Segadilha, que é mestre em Cultura e Sociedade, professora do Instituto Federal do Maranhão (IFMA) e pesquisadora de Gênero.

A outra integrante da mesa de debate é Silse Lemos, que é doutora em Serviço Social pela PUC, de São Paulo, professora adjunta da UFMA e docente do Curso de Serviço Social, além de ser integrante, e atual coordenadora e pesquisadora, do Grupo de Pesquisa e Extensão sobre Relações de Gênero, Étnico-raciais, Geracional, Mulheres e Feminismos (GERAMUS).

O 40° Festival Guarnicê de Cinema é promovido pela Universidade Federal do Maranhão (UFMA) por meio do Departamento de Assuntos Culturais (DAC).

Serviço

Quando: Nesta sexta-feira (9)

Onde: Centro de Criatividade Odylo Costa, filho (Praia Grande)

Horário: 18h

Entrada: Gratuita

Leia mais notícias em OEstadoMA.com e siga nossas páginas no Facebook, no Twitter e no Instagram. Envie informações à Redação do Jornal de O Estado por WhatsApp pelo telefone (98) 99209 2564.

© - Todos os direitos reservados.
Tamanho da
Fonte