Consumidor | Aumento

Preço do gás de cozinha pode ficar mais caro a partir de amanhã, segundo a Petrobras

Ajuste anunciado foi aplicado sobre os preços praticados pela Petrobras sem incidência de tributos
O Estadoma.com, com informações de assessoria20/03/2017 às 14h42
Preço do gás de cozinha pode ficar mais caro a partir de amanhã, segundo a Petrobras

O consumidor pode ter que pagar mais caro pelo gás de cozinha a partir de amanhã (21). A Petrobras informou que reajustará os preços do gás liquefeito de petróleo para uso residencial vendido em botijões de até 13 kg (GLP P-13) em 9,8%, em média. O ajuste anunciado foi aplicado sobre os preços praticados pela Petrobras sem incidência de tributos.

Se for integralmente repassado aos preços ao consumidor, a companhia estima que o botijão de GLP P-13 pode subir 3,1% ou cerca de R$ 1,76 por botijão, isso se forem mantidas as margens de distribuição e de revenda e as alíquotas de tributos. Segundo a Petrobras, o último reajuste realizado pela Petrobras ocorreu em 1º de setembro de 2015. A correção atual não se aplica ao GLP destinado a uso industrial.

Como a lei brasileira garante liberdade de preços no mercado de combustíveis e derivados, as revisões feitas pela Petrobras nas refinarias podem ou não se refletir no preço final ao consumidor. Isso dependerá de repasses feitos especialmente por distribuidoras e revendedores.

Leia mais notícias em OEstadoMA.com e siga nossas páginas no Facebook, no Twitter e no Instagram. Envie informações à Redação do Jornal de O Estado por WhatsApp pelo telefone (98) 99209 2564.

© - Todos os direitos reservados.
Tamanho da
Fonte