Cidades | Ônibus

"Não estamos mais para brincadeira", diz presidente do sindicato dos rodoviários

Empresários pagaram os salários atrasados, mas Isaias Castelo Branco diz que a categoria não vai aceitar novos atrasos
26/01/2017 às 13h58
"Não estamos mais para brincadeira", diz presidente do sindicato dos rodoviáriosRodoviários fizeram greve para pressionar empresários (Flora Dolores)

SÃO LUÍS - Os usuários do transporte público da capital que estavam preocupados com nova paralisação podem ficar tranquilos, por enquanto. De acordo com o Sindicato dos Rodoviários do Maranhão (Sttrema), os empresários já cumpriram a principal reivindicação da categoria - pagamento dos salários atrasados - e, por isso, não deverá ocorrer nova greve. A categoria, porém, diz que não aceitará novos "desrespeito aos nossos direitos".

“Nosso balanço, diante da repercussão do movimento deflagrado pelo Sindicato dos Rodoviários, é bastante positivo. O melhor de tudo, é que com o apoio, que nos foi concedido, conseguimos atingir nosso objetivo, regularizar o salário dos trabalhadores. É claro, que temos muitos outros pontos importantes para discutir, outros já garantimos avanços, como o pagamento da categoria, por meio de contas em bancos e a realização de fiscalizações para coibir dobras de carga horária, mas o que ocorreu ao longo dessa semana, foi decisivo para demonstrar que não estamos mais para brincadeira, já chega de desrespeito aos nossos direitos e a partir de agora, com mais rigor, iremos denunciar e se for preciso, paramos novamente, quando qualquer arbitrariedade for praticada pela classe patronal", afirma Isaias Castelo Branco, presidente do Sttrema.

A última a pagar as suas pendências com a categoria foi a Planeta, antiga São Benedito. Na terça-feira (24) os empregados da empresa cruzaram os braços e só retomaram as atividades após acordo em reunião mediada pela Superintendente do Trabalho e Emprego, Léa Cristina, na tarde do mesmo dia.

Leia mais notícias em OEstadoMA.com e siga nossas páginas no Facebook, no Twitter e no Instagram. Envie informações à Redação do Jornal de O Estado por WhatsApp pelo telefone (98) 99209 2564.

© - Todos os direitos reservados.
Tamanho da
Fonte