PH

Pergentino Holanda

13/10/2016

Al Danuzio no Brasil
O ator maranhense Al Danuzio, que conquistou cinco prêmios internacionais em 2016 e experimenta uma trajetória de sucesso nos Estados Unidos, está de volta ao Brasil. Em seu currículo estão novelas, filmes em grandes festivais e experiências após oito anos morando no exterior.
Desde que chegou a São Luís, o ator já se envolveu em diversos projetos, como é o caso do espetáculo “O Auto da Compadecida”, dirigido por Danuzio e encenado pela companhia Mambembe. O espetáculo já foi apresentado
em São Luís, Imperatriz, Paraupebas e Carajás.
Recentemente, o ator recebeu a notícia que o seu curta-metragem “Aquarela” é um dos contemplados do II Edital de Audiovisual do Maranhão. O projeto encontra-se em fase de pré-produção e com previsão de ser gravado no início de 2017.

Coaching para nutricionistas
As estratégias do coach também podem ser aplicadas no atendimento nutricional, visando gerar maior adesão do cliente ao tratamento. Aliás, este é justamente o objetivo da palestra “Coaching para Nutricionistas”, a ser ministrada pelo coach Israel Crisóstomo, no próximo dia 22, no Green Smart Hotel.
As ferramentas de Coaching aplicadas ao atendimento nutricional contribuem para que os profissionais sejam bem mais do que prescritores e adquiram habilidades para mudar o comportamento de seus clientes.
A Universidade Estadual do Maranhão lançou a primeira publicação da instituição: a Revista UEMA, com foco na propagação do ensino, pesquisa e extensão, além de ações de interesse público realizadas por professores, alunos e servidores.

Aedes em publicação
A matéria de capa traz uma pesquisa que objetiva eliminar as larvas do Aedes aegypti com o uso de bactérias oriundas do Maranhão. O estudo é desenvolvido por professores, alunas e egressos do campus Caxias.
Após onze anos de pesquisas voltadas para o controle dos vetores que transmitem doenças tropicais, o Laboratório de Entomologia Médica, em Caxias, tem hoje uma coleção de Bacilos do Maranhão, considerado um dos maiores acervos de bacilos entomopatogênicos da região Norte e Nordeste do Brasil.
A revista traz ainda matérias dos campi São Luís e Imperatriz, além de artigos de professores da instituição, em um total de 54 páginas. Há, ainda, a seção “Prata da Casa”, na qual é relatado o trajeto de professores e servidores.

Para continuar aproveitando o conteúdo de O Estado faça seu login ou assine.

Já sou assinante

entrar

Ainda não sou assinante

assine agora

Leia mais notícias em OEstadoMA.com e siga nossas páginas no Facebook, no Twitter e no Instagram. Envie informações à Redação do Jornal de O Estado por WhatsApp pelo telefone (98) 99209 2564.

© - Todos os direitos reservados.
Tamanho da
Fonte