Cidades | Homenagem

Procissões marítima e terrestre encerram reverências a São Pedro

Centenas de devotos participaram dos cortejos, ontem por vias do Centro e na Baía de São Marcos
30/06/2016

As homenagens a São Pedro tiveram continuidade à tarde com as procissões marítima e terrestre, que levaram centenas de devotos para a Avenida Beira-Mar e ruas do Centro Histórico de São Luís.

A imagem de São Pedro saiu da capela que leva o seu nome em uma viatura do Corpo de Bombeiros em direção à Rampa Campos Melo, no Cais da Praia Grande. Às 13h teve início a procissão marítima.

A embarcação que levava a imagem do santo padroeiro dos pescadores estava decorada com bandeiras coloridas típicas do período junino e outro adereços. Uma grande queima de fogos deu início ao percurso aquático.

Centenas de pessoas da comunidade católica, além de devotos de São Pedro, lotaram o Cais da Praia Grande, para acompanhar a marcha das embarcações. As pessoas também se concentraram nas áreas do Coreto da Beira-Mar e do monumento Pedra da Memória para ver a procissão marítima.

A embarcação principal onde estava a imagem do santo foi seguida por dezenas de outras menores em um cortejo marítimo que saiu da Beira-Mar, passou pelas regiões da Ponta d’Areia, Bacanga e no final retornou para o ponto de onde partiu, na Rampa Campos Melo.

A chegada da imagem foi saudada com outra grande queima de fogo e salva de palmas dos fiéis que estavam aguardando. Logo em seguida, ela foi colocada em cima da uma viatura do Corpo de Bombeiros para que fosse iniciada a procissão terrestre.

Terrestre

Nem mesmo o forte calor das 15h foi suficiente para fazer com que os devotos deixassem de participar do momento religioso que já acontece há vários anos. A previsão era que o cortejo seguisse pelas ruas São Pantaleão, Cajazeiras, Passeio, retornando ao Largo de São Pedro, onde foi celebrada uma missa campal.

Durante o cortejo, vários fiéis pagaram as suas promessas e aproveitam para renovar os seus votos em devoção ao santo. Ao longo do trajeto houve ainda a participação do público com cânticos e louvores. “É uma emoção muito grande estar aqui fazendo parte dessa festa. Além disso é gratificante”, disse a aposentada Maria do Socorro Santos.

Leia mais notícias em OEstadoMA.com e siga nossas páginas no Facebook, no Twitter e no Instagram. Envie informações à Redação do Jornal de O Estado por WhatsApp pelo telefone (98) 99209 2564.

© - Todos os direitos reservados.
Tamanho da
Fonte