O Mundo | Três bailarinas

Desenho de Degas roubado pelos nazistas será leiloado em julho

Obra está avaliada entre R$ 1,4 milhão e R$ 1,8 milhão; ela será leiloada em 10 de julho pela casa Osenat em Fontainebleau
29/05/2016 às 00h00
 Desenho de Degas roubado pelos  nazistas será leiloado em julho

França - Um desenho de Edgar Degas roubado pelos nazistas e devolvido no início de maio para os herdeiros do antigo proprietário, será leiloado em 10 de julho pela casa Osenat em Fontainebleau.

"Busto de três bailarinas", desenhado em carvão vegetal e desfocados sobre papel vegetal, está avaliado entre 350 mil (R$ 1,4 milhão) e 450 mil euros (R$ 1,8 milhão), anunciou Osenat na sexta-feira, 27.

Sua devolução aconteceu com a ajuda de genealogistas segundo um novo procedimento estabelecido pelo Ministério da Cultura francês.

Seu antigo proprietário, Maurice Dreyfus, relatou em 1947 às autoridades francesas que este desenho a carvão não estava entre as obras que lhe foram devolvidas depois da guerra.

O desenho foi encontrado em 1951 em um gabinete da antiga embaixada alemã, mas não foi identificado como a obra procurada por seu proprietário. Finalmente foi adjudicada ao Museu do Louvre, depois de ter sido registrada nas obras chamadas "MNR" (Museus Nacionais de Recuperação), que está sob a responsabilidade legal do Ministério das Relações Exteriores enquanto se aguarda a identificação do proprietário ou de seus herdeiros.

Cerca de 2 mil obras MNR ainda estão nos depósitos de museus franceses.

Devolução

De acordo com o ministério da Cultura francês, essa devolução "é o primeiro resultado de um novo processo", que tem como objetivo "identificar o proprietário da obra sem esperar que os titulares se manifestem".

Testemunhas diretas são cada vez menos numerosas e o número de solicitações cada vez mais escassas.

Neste contexto, o ministério fechou uma cooperação com a organização de genealogistas daFrança para fazer as pesquisas necessárias. Cinco outros casos foram confiados a genealogistas no âmbito desta colaboração.

Leia mais notícias em OEstadoMA.com e siga nossas páginas no Facebook, no Twitter e no Instagram. Envie informações à Redação do Jornal de O Estado por WhatsApp pelo telefone (98) 99209 2564.

© - Todos os direitos reservados.
Tamanho da
Fonte