Cidades | Mosquito

Lixões espalhados pela cidade contribuem para a proliferação do Aedes

Pequenos e grandes objetos jogados ao ar livre em bairros de São Luís podem acumular água e servir de criadouros para o mosquito que transmite diversas doenças, entre elas dengue, zika e chikungunya
22/04/2016

SÃO LUÍS - Apesar do aumento no número de casos de dengue, zika e a febre chikungunya, o descarte de lixo de forma inadequada ainda é comum em vários pontos de São Luís. Mesmo com as diversas ações e campanhas de conscientização realizadas em níveis federal, estadual e municipal, a população continua adepta desse mau hábito, que contribui para a proliferação do mosquito Aedes aegypti

Para continuar aproveitando o conteúdo de O Estado faça seu login ou assine.

Já sou assinante

entrar

Ainda não sou assinante

assine agora

Leia mais notícias em OEstadoMA.com e siga nossas páginas no Facebook, no Twitter e no Instagram. Envie informações à Redação do Jornal de O Estado por WhatsApp pelo telefone (98) 99209 2564.

© - Todos os direitos reservados.
Tamanho da
Fonte