O Mundo | Diplomacia

Potências defendem no Japão um mundo sem armas nucleares

Integrantes do G7 também fizeram um apelo para intensificar a luta contra o EI; americano John Kerry foi primeiro secretário de Estado e o principal funcionário do governo dos EUA a viajar a Hiroshima, onde visitou memorial de vítimas do ataque
12/04/2016

Tóquio - Os chefes da diplomacia dos países do G7 defenderam ontem no Japão um "mundo sem armas nucleares", em uma declaração conjunta após a histórica visita do americano John Kerry ao memorial de vítimas do ataque nuclear de Hiroshima.

Para continuar aproveitando o conteúdo de O Estado faça seu login ou assine.

Já sou assinante

entrar

Ainda não sou assinante

assine agora

Leia mais notícias em OEstadoMA.com e siga nossas páginas no Facebook, no Twitter e no Instagram. Envie informações à Redação do Jornal de O Estado por WhatsApp pelo telefone (98) 99209 2564.

© - Todos os direitos reservados.
Tamanho da
Fonte