Cidades | Paralisação

Sem pagamento, professores do ‘Segundo Tempo’ param

Eles alegam que desde o mês de novembro de 2015 estão sem receber o salário; Seduc informou que está tomando providências para regularizar o mais breve possível o pagamento dos monitores
18/03/2016

SÃO LUÍS - O atraso no pagamento dos salários levou os professores que fazem parte do programa Segun­do Tempo, do Governo Federal, a paralisar as atividades na Região Metropolitana de São Luís. Muitos estão sem receber o salário desde o mês de novembro do ano passado e alegam que o Governo do Estado, que deveria repassar a verba vinda do Ministério do Esporte para esses profissionais, não está cumprindo suas obrigações.

Para continuar aproveitando o conteúdo de O Estado faça seu login ou assine.

Já sou assinante

entrar

Ainda não sou assinante

assine agora

Leia mais notícias em OEstadoMA.com e siga nossas páginas no Facebook, no Twitter e no Instagram. Envie informações à Redação do Jornal de O Estado por WhatsApp pelo telefone (98) 99209 2564.

© - Todos os direitos reservados.
Tamanho da
Fonte