Geral | Polêmica

Livro de "piadas" que chama mulheres de "cabeça oca" causa revolta de internautas no MA

Uma cliente fotografou a publicação da V&R Editora sendo vendida em uma livraria da capital maranhense; caso ganhou grande repercussão na web
Thamirys D'Eça / O ESTADO ONLINE12/02/2016 às 11h35
Trecho do livro "Piadas sobre Meninas - Para os meninos lerem"

SÃO LUÍS - O livro Piadas sobre Meninas - Para os meninos lerem, de Paul Hassada, está sendo acusado de sexismo e machismo por internautas maranhenses. A cliente de uma livraria da capital maranhense postou imagens da publicação sendo vendida em São Luís, o que causou revolta na internet. O título pertence a V&R Editora, conhecida por títulos famosos, como Diário de um Banana.

A internauta Aline Santos fotografou algumas páginas do livro que mostram "piadas" que questionam a inteligência feminina: "Por que a Estátua da Liberdade é Mulher?". A resposta: "Porque precisavam de uma cabeça oca para colocar o mirante". Em outra, afirma que a mulher gosta de ser destratada: "O que as meninas e o chiclete têm em comum?" A resposta: "Quanto mais você pisa, mais gruda".

Para a cliente, as "piadas" estimulam o machismo, o sexismo e o bullying. "Acreditem, em uma papelaria de São Luís, na sessão de crianças, tem livro que ensina meninos a humilhar meninas", lamentou Aline Santos. Na imagem publicada pela internauta, é possível ver que o livro está sendo comercializado pelo valor de R$ 8,90.

Trecho do livro "Piadas sobre Meninas - Para os meninos lerem"
Trecho do livro "Piadas sobre Meninas - Para os meninos lerem"
Trecho do livro "Piadas sobre Meninas - Para os meninos lerem"

Enxurrada de críticas

Por causa do conteúdo considerado abusivo, internautas maranhenses estão se mobilizando para denunciar a página da livraria e da editora da publicação. Em uma mensagem postada da fan page da empresa, uma cliente escreve: "Deveriam rever o tipo de livros que oferecem. Está rolando no face (Facebook) fotos de livro de piadas que ensina meninos a humilhar meninas, disponível para compra na loja. Vergonhoso!".

Outra cliente também criticou a venda do livro em São Luís. "Sou cliente assídua da loja desde que me mudei para São Luís, amo suas variedades e os produtos de alto bom gosto. Está circulando no face um livro vendido em uma de suas lojas que incentiva o bullying a meninas. Em uma loja quase que totalmente feminina isso é uma discrepância inaceitável"

O movimento feminista Coletivo Frida, de São Luís, também se pronunciou sobre o caso e incentivou os internautas a boicotar o livro. "Vamos denunciar, gente", pediu a entidade em publicação em uma rede social.

Capa do livro "Piadas sobre Meninas - Para os meninos lerem"

Posicionamento

A V&R Editora afirmou, por meio de nota pública, que "não comercializa os livros e nem faz a distribuição ou divulgação dos mesmos e, sendo assim, a circulação e venda desta obra não é de responsabilidade da editora". Disse ainda que a publicação saiu de circulação desde 2010.

As Lojas São Patrício, uma das responsáveis pela comercialização do livro em São Luís, informou que os exemplares já foram recolhidos das lojas e que o conteúdo do livro não reflete a opinião da empresa. Clique aqui e leia a matéria completa.

Leia mais notícias em OEstadoMA.com e siga nossas páginas no Facebook, no Twitter e no Instagram. Envie informações à Redação do Jornal de O Estado por WhatsApp pelo telefone (98) 99209 2564.

© - Todos os direitos reservados.
Tamanho da
Fonte