Rodoviários não vão paralisar atividades

De acordo com o Sindicato dos Rodoviários do Maranhão, a maior parte das empresas do sistema na cidade efetuou, no início da noite de ontem, o pagamento aos motoristas e cobradores.
06/02/2016

A greve dos trabalhadores do transporte coletivo da capital maranhense, inicialmente marcada para acontecer a partir da meia-noite de amanhã (7), foi cancelada temporariamente. De acordo com o Sindicato dos Rodoviários do Maranhão, a maior parte das empresas do sistema na cidade efetuou, no início da noite de ontem, o pagamento aos motoristas e cobradores.

Segundo o presidente do Sindicato dos Rodoviários, Isaias Castelo Branco, que assinou – no início desta semana – nota que alertava para a ausência de quitação dos salários aos trabalhadores, informou a O Estado que, devido ao pagamento, não havia razão para o movimento. “ Demos o prazo e ele foi cumprido pela maioria das empresas. Apenas empresas de pequeno porte ainda não pagaram até hoje [ontem]. Se houver a quitação, não há por que ter paralisação”, disse.

Caso confirmada, esta seria a primeira paralisação dos serviços do transporte coletivo em 2016. No início deste ano, os trabalhadores também ameaçaram suspender a circulação dos veículos, no entanto, no dia 14 do mês passado – em reunião entre os rodoviários e a cúpula da Secretaria de Segurança Pública do Maranhão (SSP), ficou acertado que a Polícia Militar daria, naquela data, início a uma série de ações na cidade para coibir a violência nos ônibus da cidade.

Apesar da promessa da SSP e da Polícia, de acordo com dados do Sindicato das Empresas de Transporte Coletivo (SET), foram registrados – nos primeiros 30 dias deste ano – 48 assaltos a coletivos na Região Metropolitana, o que dá uma média de 1,6 assalto por dia. Até ontem (5), o mês de fevereiro – ainda segundo o SET – três assaltos.

Até o fechamento desta edição, a SSP não se pronunciou sobre o número de assaltos a coletivos na cidade e não informou quais as ações são tomadas pela pasta para coibir este tipo de crime.

Leia mais notícias em OEstadoMA.com e siga nossas páginas no Facebook, no Twitter e no Instagram. Envie informações à Redação do Jornal de O Estado por WhatsApp pelo telefone (98) 99209 2564.

© - Todos os direitos reservados.
Tamanho da
Fonte