No Cine Praia Grande

Diretor revela tentativa de censura e filme volta a ser exibido em SL

Raffaele Petrini põe em cartaz em forma de protesto o “A Serbian Film” e acredita em boicote após denúncia anônima ao Ministério Público do MA
Eduardo Lindoso / OESTADOMA.COM04/08/2015 às 14h29
A serbian Film - Terror sem limite segue em axibição no Cine Praia Grande, no Centro Histórico de São Luís

Ainda em 2011, em uma reportagem publicada no site do jornal O Globo, o texto sobre o filme “A Serbian Film - Terror sem limite" começa com as palavras: “Proíbe, libera, libera, proíbe”. E, depois de mais de quase três anos depois da liberação em todo Brasil, a produção servia volta a sofrer uma tentativa de censura, e desta vez no Maranhão. Todas as tentativas anteriores de proibir a exibição do polêmico longa-metragem foram baseadas em acusações de apologia à pedofilia, ao sexo explícito, banalização da violência entre outras possíveis transgressões. O filme, que voltou a ficar em cartaz em São Luís no Cine Praia Grande, foi barrado em alguns festivais por causa destes entraves.

No dia 29 de julho deste ano, o diretor da distribuidora do filme no país, Raffaele Petrini – que também é diretor do Cine Praia Grande -, foi intimado a depor na Delegacia de Proteção da Criança e do Adolescente (DPCA) do município de São Luís para prestar esclarecimento sobre exibição e distribuição do filme. Segundo Petrini, a intimação veio após o Ministério Público solicitar inquérito policial para a investigação do filme por conta de uma denúncia anônima vinda do Maranhão.

“Ao apresentar-me à delegada do DPCA com todos os documentos que atestavam a liberação do filme pelo Ministério Público Federal de Minas Gerais, a própria [delegada Ana Zélia Jansen] demonstrou surpresa em ver este procedimento, uma vez que o filme já tinha sido liberado em 2012”, disse Petrini em manifesto publicado na internet.

O diretor não vê sentido na denúncia depois de tanto tempo depois da liberação e, como forma de protesto, voltou a exibir A Serbian Film no Cine Praia Grande. A programação desta semana da sala, que fica no Centro de Atividade Odylo Costa, filho (Praia Grande) divulga que o longa do diretor sérvio Srđan Spasojević será exibido em várias sessões. “Antes da denúncia, nós já iríamos exibir para comemoram o “aniversário” da liberação”, disse ele em entrevista a OESTADOMA.COM. A classificação indicativa do filme é para maiores de 18 anos.

Cenas do filme sérvio A Serbian Film

Petrini falou também das dificuldades que enfrentou para conseguir liberar a exibição do filme em território nacional, desde o lançamento no país, que aconteceu em 2011.

“Esse filme já foi exibido em dois festivais de cinema, o Festival Lume [em São Luís] e o Fantaspoa, em Porto Alegre e, um dia antes de ser exibido em um festival no Rio de Janeiro, foi proibido sua exibição. O filme foi proibido a pedido do partido DEM [sigla do partido Democratas], que não viu o filme e se baseou em uma reportagem que falava que continha cenas de pedofilia, violência contra a mulher e isso causou euforia. Chegaram até a ‘sequestrar’ as copias do filme. E, apenas em junho 2012, o filme foi liberado após um laudo da Polícia Federal, que atestava que o filme não incorria em nenhuma modalidade criminal”, explicou.

Boicote – Ainda em seu manifesto na internet, o diretor da Petrini Filmes, fala em um possível boicote. “Muito estranho receber esta intimação em um período em que a Petrini Filmes atua como produtora, distribuidora e exibidora, no restrito mercado de São Luís, proporcionando à comunidade um trabalho sólido e repetidamente louvado na administração do Cine Praia Grande: uma empresa séria que atua com comprometimento na difusão da cultura e do cinema maranhense”, escreveu.

Em entrevista, Petrini reafirmou sua opinião: “Eu acho que tem um boicote, eu não queria dizer isso, mas quando me foi informado a data da denúncia [abril de 2015] realmente me parece muito estranho atacar um filme que já saiu do circuito há mais de dois anos e meio e está liberado pelo Ministério Público Federal”.

E o cineasta encerrou dizendo que o filme foi exibido em várias cidades do Brasil e justamente do Maranhão, onde ele esteve em cartaz em um tempo curto à época, veio esta reclamação.

Saiba mais sobre o filme

A Serbian Film (em sérvio, Српски филм; em português, Terror sem Limites) é o primeiro filme do diretor sérvio Srđan Spasojević, lançado em 2010. Ele conta a história de um ator pornô que está no fim da carreira e que concorda em participar de um filme com muita "arte", mas é levado a fazer cenas exploratórias com abuso infantil e necrofilia. O filme estrela os atores sérvios Srđan Todorović e Sergej Trifunović.

VEJA O TRAILER OFICIAL DO FILME

Leia mais notícias em OEstadoMA.com e siga nossas páginas no Facebook, no Twitter e no Instagram. Envie informações à Redação do Jornal de O Estado por WhatsApp pelo telefone (98) 99209 2564.

© - Todos os direitos reservados.
Tamanho da
Fonte